Fics

Love is not a feeling... It's strength.
Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

3º Capítulo - Promessa

Hallo! :)

Ainda bem que gostaram do desenho ;D e do capítulo.

Agora estou no algarve, só volto na segunda mas entretanto ainda vou escrevendo e postando :).

Tinha alguma coisa para dizer mas não me lembro -.-, enfim...

 

Beijinhos,

Marii K.

 

 

III

 

O dia estava calmo. Incrivelmente, na sessão e depois na entrevista, ninguém tinha perguntado pela revista nem pela afterparty. Tom estava nervoso mesmo sabendo que não tinha nada a esconder. E que a foto apenas mostrava o momento em que olhava Alice tão fixamente quanto ela o olhava a ele. O sorriso era ténue em ambos, e Tom não se lembrava de nenhum dos dois ter sorrido assim.

De qualquer maneira, da maneira que Tom estava confuso, Bill estava feliz. Repetia tantas vezes quanto podia que estava no hotel de Alice Vaughn, e referia o mito que ela representava no cinema, apesar de tão jovem. Tom limitava-se a encolher os ombros, e Gustav garantia-lhe que ele já tinha visto pelo menos um filme com ela.

- Estão tão entusiasmados, talvez se tenham enganado na notícia. Talvez quem deva estar aqui a ter um romance de uma noite com ela é o Bill.

O efeito do café já parecia ter passado, e há medida que o tempo passava a sua impaciência tornava-se maior, acabou por pedir a David que o acompanhasse e falasse com o agente de forma rápida para ir para o quarto. Nenhum membro da banda parecia estar mais surpreendido do que o outro, todos espantados por Tom recusar assim, um encontro com Alice Vaughn.

Acabou por sair da carrinha de mau humor, agarrou na revista e arrancou a página central, dobrou-a em dois, enfiou-a no bolso e tirou os óculos de sol. Quando entrou no hotel e se sentiu em silêncio, caminhou sozinho para a sala de conferências, recuando com a palavra e dispensando de novo, a presença de Jost.

A sala estava vazia mas já se encontravam lá colocadas duas chávenas de café vazias e duas garrafas de água. Encheu a chávena uma vez e bebeu-a rapidamente.

Pouco esperou para ver Alice entrar, com um vestido largo que caía do seu ombro e parava perto do cotovelo. Era creme e com poucos adornos. De algum modo, o cabelo parecia servir de qualquer tipo de acessório. Alice apresentou o agente, Richard Solenad, que ostentava um olhar carrancudo e importunado.

Depois sentou-se e Tom sentiu imediatamente o pé de Alice roçar o seu.

- Peço desculpa – disse ela, recompondo-se e olhando para Richard, incitando-o a começar.

- Pretendemos então, desmentir este rumor. Sugiro apenas uma repreensão na imprensa, visto que algo mais brusco seria visto como suspeito. Nenhum de vós lucra com este rumor, e ambos têm carreiras expostas por outros motivos do que suposições de imprensa. Amanhã enviarei uma carta à revista em questão e depois o Sr. Kaulitz será informado do ocorrido.

Tom surpreendeu-se com a objectividade do agente. Olhou para Alice, que continuava focada na fotografia da revista, de um modo perdido.

- Está então tratado ragazza? – Perguntou Richard, amontoando papéis.

Tom confirmou as suas suspeitas da nacionalidade de Alice. Olhou para ela com a mesma apreensão, mas ela não se moveu nem um músculo, mesmo depois de Richard Solenad a ter chamado.

- Ragazza?

Alice levantou a cabeça surpreendida, mas não de forma brusca, e sorriu.

- Está tudo tratado então? – Perguntou, como que acordada de um transe.

- Está tudo… - confirmou Tom.

Levantou-se da cadeira primeiro que Richard e este levantou-se de um modo brusco, em respeito à sua ragazza, que se levantou depois.

- Podes ir dizer à minha mãe que está tudo tratado Solenad?

Este saiu de imediato, sem confirmação e deixou Alice e Tom sozinhos num espaço inundado de silêncio.

- Precisava de falar consigo – disse, tal como de manhã

- Mas não está já tudo tratado?

- Não é sobre isso, é sobre outro assunto. – Alice olhou para a chávena de café suja de Tom e pensou durante uns momentos – Ia perguntar se não queria ir tomar um café, mas já o fez.

- Café nunca é demais quando nos encontramos na estrada – admitiu Tom, finalmente com um sorriso, que Alice admirou.

- É cansativo não é?

- Recompensa, de muitas maneiras.

- Imagino – respondeu Alice, agarrando na revista e colocando-a no cesto dos papéis.

A actriz saiu à sua frente, em direcção ao bar e o guitarrista seguiu-a, sem notar que ainda tinha na mente a sua imagem com Alice, ambos de sorriso ténue na festa. Agora esta imagem estava adornada com a superfície emaranhada da rede do cesto dos papéis, que a cobria numa forma de jaula. Apertou o bolso e reconfortou-se por saber que ainda tinha a sua página dobrada no bolso, em segurança.

 

 

tags:


abdominais:
De tânia. a 2 de Abril de 2010 às 16:52
Agora vão beber café juntos *w*
Para quem não estava entusiasmado, está a gostar bastante da Alice :b
xoxo.


De Ritiik a 2 de Abril de 2010 às 18:08
Hey!
Bem, desculpa nao teer comentado o capitulo anterior :S
Adorei o desenho, desenhas tao bem, Mariana *O*
Quanto aos capitulos. Acho que foi desnecessário desmentirem algo que mais tarde será verdadeiro, right?
Até porque ja entendemos que eles de qualquer modo vao-se envolver. Apesar do Tom nao a conhecer a nivel profissional como conhece o Bill, mas wtv.
Eu quero mais, estou curiosa com o encontro de café xp
Beijinhos


De ztiluak a 2 de Abril de 2010 às 18:45
Eles estao a começar a gostar um do outro, nao tarda e ja namoraram xD



De Tom'Girl a 2 de Abril de 2010 às 19:22
OMG
O Tom guardou a página da revista deles os dois?

Algo me diz que estes dois ainda vão andar muito mais tempo a deliciar a coscuvilhices dos media

posta mais beijinhos


De Tommazinha a 2 de Abril de 2010 às 20:18
Hallo!!!

Portanto, o encontro não correu nada mal xD
E a atenção entre ambos já começou a surgir...
O que quer dizer que, em breve, este parzinho vai estar in love, certo?
E gostei bastante do modo como o Tom contornou a situação quando ela lhe falou do café :P
Agora quero maissssss e maissssssssss
Estou a gostar bastante do enrolamento da história =D

Bjão grande ;)


De ∞ quinn a 2 de Abril de 2010 às 21:06
Hey :)
Bem, que simpatia que é o agente dela u.u'
Yeii, eles vão tomar um café juntos ^^
Mais :D
Beijinhos


De Maria a 3 de Abril de 2010 às 13:34
Hi sweety! :)
Pelos vistos já está tudo resolvido quanto ao assunto da revista! =p
Mas o que a Alice ainda terá para falar com o Tom? Estou curiosa! *.*
Esqueci-me de referir no post anterior que adorei o desenho...está lindíssimo!
Posta mais, querida!
Beijinhos muito grandes, dear!
:D


De Melancia a 3 de Abril de 2010 às 22:19
Hallo! Sortuda, tas em algarve, quem me dera! lol

Gostei deste capitulo, a impaciencia do Tom torna-o ainda mais podre! Quero é saber o assunto que Alice pretende discutir com ele, n suspeito de nada :S
AH! Gostei das formalidades no texto, realçam o ambiente que se vive e de certa forma caracterizam a personagem dela! Vou ler o proximo :)

bjinho


Comentar post

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo