Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Terça-feira, 7 de Julho de 2009

12º Capítulo - Odeio-te a Ti

Heyy

Tantos comentários =D. Gracias!

O Tom vai pôr comentários no blog! OMG =D =D só espero que não vão para lá algumas dizer "amo-tes" e merdas dessas...ele assusta-se logo coitadito...

Enfim ;D

Gosto do capítulo e cheira-me que também vão gostar... tipicos à Marii, melosos com tudo xD

 

Amanhã tenho de dizer uma coisa, tratar de umas coisas do blog. Especialmente falar com a estrelinha.

 

Beijinho,

Marii K.

 

 

 

Doze
Como se tudo fosse seu
 
 
            - Não vens? – Perguntou Megan, cravando os olhos no boné do rapaz, a única parte do seu corpo que via por detrás do carro.
            Ele não respondeu. Ela encolheu os ombros e olhou os pés, reparou que o verniz beje estava já a estalar enquanto reflectia se Bill já estaria lá dentro. Parou durante breves segundos, talvez esperando uma resposta do louro.
            O seu coração batia agora mais depressa, quando ouvia o som da música e se sentia encurralada cá fora, não sabia porquê, mas todas as presenças no interior do bar, eram de repente indiferentes. Puxou a camisola para baixo, e verificou o batom no espelho retrovisor, esperando ardentemente que Tom se movesse e entrasse dentro do bar. Não queria ter uma conversa de novo com ele, daquelas em que o seu coração reconstruído passo a passo se ruía de novo.
            Olhou de novo o boné e colocou-se em bicos de pé até o avistar de um ângulo mais favorável. Sempre na mesma posição.
            Suspirou e começou a andar até à porta do bar, entrou sem problemas, visto conhecer Kyle, e olhou em volta. Não sabia o que procurava. Foi até ao bar e pediu uma bebida ao colega de Kyle, olhando atentamente a porta, esperando Tom. Mas ele não aparecia.
            Quando desviou um pouco o olhar, reparou no aceno de Bill, num lado da pista, dançava com Ginger. Foi aí que decidiu directamente. Agarrou no copo e saiu do bar aos tropeções. Quando chegou cá fora respirou todo o ar que conseguia; como se o ar do bar não fosse de todo respirável. As pessoas que via eram de outro planeta, não as reconhecia. Não lhes via nenhuma parecença com ela.
            Bebeu um trago da bebida e deixou-a num parapeito de janela, enquanto dava a volta ao bar, até às traseiras para procurar Tom. A distância parecia-lhe enorme, como se tivesse realmente separada por longas milhas.
            Mas logo o avistou, ainda o seu coração batia avidamente. Ela sabia qual era a situação, ela sabia porque razão ele estava assim, ela sabia tudo. Sempre soubera, sempre guardara e tinha de guardar. Correu até ele e deixou-lhe o corpo cair nos braços, começando a tremer. Tudo um horrível dejá-vu.
            - Meg…
            Megan soluçou durante longos minutos, enquanto Tom lhe revolvia os cabelos. Enquanto passava os dedos pela sua face tímida. Tocava-lhe como se tudo fosse seu, como se nunca se tivessem separado.
            - Eu não consigo Tom… - murmurou, com os soluços travados já há algum tempo.
            - Consegues sim – afastou-a do seu corpo – sempre conseguiste, já viste o tempo que passou? Já viste o que superaste, ou que superámos.
            - Superei muita coisa, não superei aquilo, não… - fungou e olhou os olhos de âmbar do rapaz – te superei a ti.
           
            Pararam os dois, perdidos no olhar, com pensamentos reflectidos. Tinham passado exactamente quatro anos da mesma situação. Meg chorava, desesperada, não aguentava mais a mentira, ou a ocultação de tudo o que se passara, de como eles tinham sido capazes de provocar a morte de alguém, assim.
            Fazia quatro anos, que Tom a consolara, quando ainda se consideravam amigos, mais do que isso. Fazia quatro anos de toda a situação, que ambos iriam relembrar para sempre.
            Tom sentiu o corpo da rapariga a tremer mais do que nunca. Abriu a porta cuidadosamente e deixou Meg entrar, seguindo-a. Ela enroscou-se no seu peito, com os joelhos junto às costas do banco. Agarrou na sua camisola com força, respirando mais tranquilamente, sabia que não o podia deixar ir.
 
            “ O seu corpo tremia como se mil choques eléctricos o percorressem, passavam também para o corpo de Tom. Ele abraçou-a com mais força, cobrindo a sua face com o peito, protegendo-a de tudo.
            - Foi demasiado elaborado Tom… que tipo de adolescente consegue ter cabeça para isto? Parece um CSI, um Crime disse Ela, qualquer merda dessas… - parou, agarrando a sua t-shirt com as duas mãos, abanando-o – Nós não o podíamos ter feito!
            - Está feito Meg… - Murmurou, olhando o carro afastar-se, da janela do quarto de Meg. – Não o podes desfazer. Era isto que querias. Onde está a tua mãe?
            - Foi ao médico, por causa…daquilo. – Finalizou com a voz a tremer.
            Ambos suspiraram, e a cabeça de Megan voltou a rodopiar. Ela agarrou a camisola com mais força e ele puxou-lhe o queixo para cima. Colocou um dedo sobre os seus lábios e colocou a sua expressão mais séria, aquela que Megan sabia que podia confiar.
            - Aconteça o que acontecer estamos juntos, certo?
            Um tímido sorriso rasgou-lhes a face, e juntaram os seus lábios, como se fosse a última vez que os juntavam.”
 
            - Não o devíamos te feito Tom…
            - Eu sei…
            Agora não eram adolescentes imaturos, com um toque rebelde nas suas vidas. O sangue não fluía da mesma maneira, não era a raiva que o controlava; mas sim a culpa.
 
 


abdominais:
De Ritiik a 8 de Julho de 2009 às 00:57
Hey!
Tipo... eles mataram alguém ?
Ai mãe -.-'
Maaais
Beijinho *


De Joanne a 8 de Julho de 2009 às 01:59
Pronto agora é que me perdi mesmo, já não percebo nada xD Eu só sei que eles mataram alguém, não sei quem, eu pensava que eles tinham provocado a morte da mãe dela e do outro rapaz, mas pelos vistos a mãe dela foi ao médico por causa de uma coisa que eu nao sei o que é xD
Ai eu já estou a adesesperaaar!
Isto fica emocionante de mais e depois eu nao agento ;_;
Tens de postar maaais :D
Beijinhos
ps: Capítulos melosos, é a tua especialidade e o que mais gosto de ler teu ^^


De Tommazinha a 8 de Julho de 2009 às 11:15
Hi =D

O Tom e a Megan tao cada vez mais proximos!!! E ela ja se entregue a ele de uma forma tao natural q nem parece a msm.
O q e q aconteceu cm a mae dela? O q e q eles lhe fizeram de tao grave?
Aaaaaiiiiii Marii posta rapido, sim???
Tou tao viciada xD

Bjao grande ;)


De a 8 de Julho de 2009 às 12:56
Hey :)
Eles mataram mesmo algueeeem?
Tou tão curiosa para saber ao certo o que eles fizeram! =P
Posta mais ^^
Beijinhos


De tita a 8 de Julho de 2009 às 14:19
meninos maus xDD que tinha a mae dela? bjs


De Maria a 8 de Julho de 2009 às 15:42
Hallo querida! ^^

OH God...quem é que eles mataram?? E porquê??
Isto está cada vez melhor e mais viciante...deixa-me completamente curiosa...
Dava um óptimo filme...ainda ganhava um óscar! ^^

O importante é que eles estão a aproximar-se cada vez mais e estão a tentar ultrapassar isto tudo juntos...é mais fácil!

Querooo mais, querida! pleaseeeeee ^^

Kiss muito grande, dear!
xD


De SoniaKaulitz a 8 de Julho de 2009 às 15:56
OMG MAri LIndo ...mas tou a fikar assustada cm isto mas eles mataram alguem de proposito?
Plo k li parece emzmo k foi propositado , credo o k sera k vem ai? Posta mais ok k tou anciosa


De mariianna a 8 de Julho de 2009 às 17:30
Já sei , eles mataram uma pessoa ! Mataram, não mataram ? Diz que simm !

Posta mais que eu quero ter a certeza, eu gostava que eles fossem assassinos ^^

Beijinhoos


De Joaninh@_Kaulitz ^^ a 19 de Setembro de 2009 às 10:53
Olaa Olaa!!

OMG!! Mataram um pessoa?!

O que é que será que aconteceu?!

jokinhas grandes =)*


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online