Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

21º Capítulo - Aliados de Sangue [Último]

Hey ;D

 

Portanto...sim, é o último! Eu simplesmente não tive coragem para separar nada. É bem grande o capítulo, espero que não vos desiluda. Não tinha este fim em mente, mas muita coisa se alterou. Preferi que fosse assim, e alegrasse a minha estrelinha (<3). É para ela, porque esta fic é toda dela, e da Melancia e da Anica porque gosto muito delas *.*

 

Podem comentar????

É o último, queria mesmo saber o que acharam, pleaseee!

Se não houver comentários suficientes, só posto a fic nova na quinta ou na sexta. Mas mudo já hoje o blog.

 

Beijinho beijinho@@@

 

LY ALLLLLL

 

Marii K.

 

 

 

21º Capítulo
 
 
 
            Não há segundas hipóteses. Agarras o que tens no momento, fazes com que dure para sempre.
            Não há dias iguais. Vives cada um com fulgor, para os recordares todos depois.
            Não há forças iguais. Cada um agarra-se ao que pode, alia-se a isso. Sobrevive.
            Não há sentimentos iguais. Um amor difere tanto de outro como a noite e o dia. Cada um com a sua hipótese, com dias e recordações distintas, com forças de suporte desconhecidas a todos. A entrega é diferente em cada caso, a quantidade, é relativa. A intensidade, a forma como o vivemos distingue todo o futuro. E da maneira que Tom segurava Rose nos braços, embalando o inimigo, chorando em conjunto com ela, ao ouvir os seus gemidos de dor, podia-se distinguir a duração daquele sentimento. Tão forte, duradouro, intenso, quente. Podia-se calcular a magia que os unia, sem explicação. Era entrega, era amor. Sem desafronta, apenas satisfação, prazer e paixão.
            Rose abriu os olhos, fitando o rosto de Tom. Tão belo. Podia distinguir o sofrimento no seu olhar, na sua expressão forte, mas no entanto tão serena.
            - Tom? – Sussurrou, aproximando o seu corpo mais do seu, resguardando a perna do contacto com o chão areoso.
            Ele não respondeu, encolheu-se também e passou os dedos levemente pela sua bochecha lívida.
            - Achas que vamos conseguir paz?
            - Claro meu amor… Tens de esperar. Continua assim. – Disse com um breve sorriso e afagando-lhe o cabelo. – És tão forte Rose, tão forte.
            As lágrimas escorreram de novo pelo rosto da rapariga. Levantou o tronco do chão, observando o mar de corpos na sua frente. Não esperava algo assim, tão imperioso. Cerca de vinte homens, era o que restava. Em silêncio nas trincheiras e escondidos em todos os cantos remotos que encontravam.
            Pegou na sua arma e olhou a expressão aterrorizada de Tom. Sorriu, tranquilizando-o e elevou a arma na sua cabeça. Respirou bem fundo e gritou bem alto:
            - E agora?!
            Atirou a arma para a sua frente com força, aterrando ela no chão, num espaço entre soldados feridos.
            Os vinte e poucos soldados olharam para Rose, assustados ao observar um corpo que julgavam morto, erguido e praguejado de lágrimas. Uma mulher sobrevivente entre muitos homens.
            - Vão morrer todos vocês? Matarem-se uns aos outros? Quantos restam? Vinte? Vinte e cinco? – Olhou para Tom, que erguia também o seu corpo do chão, com uma expressão altiva e orgulhosa. O Tom que conhecia. – Matem-se todos, e depois ganham o quê?
            Silêncio era a única coisa que figurava no campo. As expressões não eram de terror ou de vitória, derrota. Eram expressões curiosas do momento mais raro numa guerra. Observaram o rapaz envolver a cintura da rapariga com o braço; repararam no uniforme de cada um e deixaram o queixo cair.
            - Inimigos?! Aliados?! – Gritou um homem a escassos metros. Levantou a arma para os atingir mas o recruta do lado arrancou-lha da mão e atirou-a também para a frente num único golpe.
            - Cala-te Jeff.
            Rose engoliu em seco e agarrou o canivete que tinha no bolso. Puxou a manga para trás e sobressaltou Tom mostrando os seus cortes.
            - Rose… não. – Sussurrou ele, passando os dedos pelas cicatrizes tão semelhantes às suas.
            Levantou também ele a manga e agarrou no canivete. Cortando todas cicatrizes num só golpe vertical. Levou a mão ao sangue na perna de Rose mas esta parou-o. Agarrou também no canivete e fez um gesto imitante. Sorriu e agarrou no braço sangrento de cada um.
            Juntou-os. Uniu-os num pacto inigualável, inatingível. Num pacto de paz.
            - Sim, aliados. – Declarou Tom, altivo. – Aliados nesta guerra, nesta vida, neste mundo que é de todos. Aliados da Alemanha, Aliados de Inglaterra, Aliados de Amizade, Aliados de Amor. Aliados de Paz, Aliados de Sangue para sempre.
            Ergueu-se do chão e baixou-se agarrando Rose nos seus braços. Passou o olhar por cada recruta.
            - Eu vou para casa. Não há nada porque lutar.
            Caminhou ao longo do campo, sem inibições e sem medo. Sorriu para Rose e esmagou os seus lábios num beijo.
            - És o meu orgulho, amo-te tanto.
            Rose envolveu o seu pescoço com os braços e encostou a cabeça no seu peito. A dor tinha desaparecido, eram só eles novamente.
 
~~~
 
            3 Meses.
            Bill entrou apressado pela porta aberta e atirou um aglomerado de jornais para cima da mesa de jantar.
            - Acabou! – Gritou com a voz a falhar-lhe pela felicidade. – Tom, Rose acabou!
            Tom saiu da cozinha a correr, deixando cair o copo de água que tinha na mão no chão. Ajeitou o seu fato alisando a camisa e abraçou-se ao irmão, desfazendo todo o seu gesto anterior.
            - Demorou, mas valeu. – Disse, olhando para as letras garrafais.
 
Fim da Guerra. Rendimento por parte de todos os soldados.
 
Foi espalhada e história de coragem dos Aliados de Sangue, a quantidade de recrutas que aderiram ao movimento foi inquantificável. São desconhecidos os autores do movimento, mas ninguém preza mais pela paz do que os dois jovens.
Fim da guerra promove a cooperação entre todos os países europeus e encerra mais um capítulo da história, com muito menos dor do que a esperada.
Um história de coragem que valeu a vida a vários cantos do Mundo.
 
 
            Rose desceu as escadas a correr, num vestido azul-escuro e com o cabelo solto em volta de todo o seu rosto. Sorriu e atirou-se para cima dos gémeos, com a perna recuperada.
 
            - Ich liebe die Welt!* – Disse no seu sotaque, sorridente.
            Agarrou no jornal e virou as letras garrafais para baixo, encerrando ela também, o capítulo mais vigoroso da sua história.
            - Vens jantar também Bill?
            - Parece que sim… - Disse encolhendo os ombros como uma criança. – Vou andando para o carro.
            Rose dirigiu o olhar apaixonado para Tom, beijou-lhe os lábios com leveza e ele deslizou a mão pelo cabelo chocolate brilhante.
            - Estás linda Rose.
            Ela agarrou-lhe na mão, puxou-lhe a manga para cima, mostrando de novo as cicatrizes juntas. Juntou as mãos, orgulhosa. Puxou-o para frente e sorriu saindo de casa.
            - Amo-te meu Aliado de Sangue.
 
 
* Amo o Mundo!
I'm: COMMENTS PLEASEEE !!!
Song: Everything I do - Punk Cover


abdominais:
De → PanicDoll 8D a 22 de Junho de 2009 às 20:24
Final mais fofly ! Ö.Ö
Ameii .. Qero a nova fic. *-*

Kusses. «'3


De Joanne a 22 de Junho de 2009 às 20:34
Estes finais que só tu sabes fazer e que me deixam completamente atordoada. Tu podes achar que é um exagero, mas eu tenho mesmo de dizer isto. Tu és a melhor escritora de fics! É que eu nunca vi ninguém escrever como tu. As histórias sao sempre originais e bonitas, onde prevalece sempre o amor :]
E esta não foi excepção. Uma história de amor, com um tema tocante, que mais se poderia querer? Um amor que sobreviveu à guerra, uma luta que eles venceram juntos. Não havia final mais bonito que este :']
Acho que nao vou conseguir dizer muito mais, é sempre assim, já sabes o que penso. Tu és a melhor e pronto!

Proxima fic, estou mais do que anciosa! ^^
Beijinho


De Ritiik a 22 de Junho de 2009 às 20:54
Hey!
Ai eu ameei *_*
Tao lindo, Mariana
Eles... Opaah T_T Eu adore esta fic e tenho pena q tenha chegado ao fim.
MAAAIS
Beijnho *


De a 22 de Junho de 2009 às 20:57
Hey!
Já é o últimoo? Ohhhh
Oh Meu Deus! Este final está tão magnifico! *__*
Amei, mesmo mesmo :D
A fic está completamente perfeita!

Fico à espera da nova ^^
Beijinhos


De Caroll a 22 de Junho de 2009 às 21:00
Meu amor *-*

Desculpa a minha net, ela tá completamente parva e depois tá sempre a ir abaixo ><'
Espero que voltes ainda hoje =)

Quanto à fic:

AHA! Estao a ver meninas, estao estao estao? *-*
A minha princesa fez um fim bónito porque gosta bues de miiim *q*

Oh, tu sabes que adorei a fic.
Sabes que votei vezes e vezes sem conta para ser esta.
E hm... custa-me vê-la acabada.
Mas ficou perfeita !

A que me costou mais até agora de lhe ver o fim foi a "Há sempre outra escolha" e penso que tu sabes porque =$

No outro dia li-a outra vez xD
E fartei-me de chorar --'

Mas coise ...

Bem, QUERO A ODEIO-TE A TI!

Mas que no fundo, dica melhor Amo-te a ti *muahahaha* -> riso bueda evil xD

Amo-te <3


De Jü'ana a 22 de Junho de 2009 às 21:22
Ameii a fic do 1º cap ao ultimo, intenso e verdadeiro.
Parabens :)


De Maria a 22 de Junho de 2009 às 21:27
Hallo querida! ^-^

Final mais lindo para esta Fan Fiction não poderia haver! Está lindo! Amei! ^^

Eles a aliarem-se com sangue! Foi maravilhoso! E isso custou o fim da guerra...felizmente!
Agora estão os três felizes [o Tom, a Rose e o Bill]!

Estou mesmo contente com o final! ^^

Ficarei, então, à espera da próxima Fic!

Kiss muito grande, querida!
xD


De Tommazinha a 22 de Junho de 2009 às 21:32
Ta fantastico...

Amei por completo esta fic
Emoçao do inicio ao fim!!!

O fim foi msm querido...adorei msm acredita

N vou acrescentar mais nd pois td o q tinha a dizer disse durante td a fic por isso sabes o q penso...n vale a pena repetir ;)
Como sempre achei desde o inicio tens um dom para a escrita incrivel por isso n o desperdisses...

Bjao enorme e pfff começa a postar a fic novaaa
Tou ansiosaaaa =D


De ztilauk a 22 de Junho de 2009 às 23:21
ta lindo *.*

ADOREI!


De Melancia a 23 de Junho de 2009 às 15:57
A fic é dedicada a nós?! Ohh, desta nao estava a espera! Obrigada :D FICO MUITOOOO FELIZ!

Eu ameiiiii cada pedaço desta fic, sabes tu bem disso! O unico problema foi n ter tido tempo suficiente para vir aqui regularmente e, por sua vez comentar! Desculpa...mas os testes finalmente acabaram! Tenho ainda um de port amnha, mas decidi passar antes por aqui! AMEI como ja disse todos os capitulos! Sao todos eles especiais, diferentes, únicos! Conseguiste transmitir sentimentos diferentes, que causavam diversas emocoes! Tive imensooo prazer em ler a fic! Foi das minhas preferidas, penso q o contexto é sem duvida a razao pela qual gosteiiii de uma forma diferente desta fic! A fic apresenta um caracter bastante humanista...abordaste temas que por vezes sao desprezados mas que, na sua totalidade requerem caracteristicas que o tornam esses mesmos temas immportantes! A guerra é um meio para atingir a paz! O sentimento permite nos agir de tal modo que, por vezes, é nos impossivel reconhecer enquanto pessoas! Ambas as personagens, Tom e Rose, represetavam a forca do amor, o valor que depositamos no nosso parceiro! A intensidade das expressoes foi o que me fez acreditar naquilo que pretendias transmitir. As tuas palavras eral verdadeiras em cada paragrafo! A dedicação é visivel em todo o seu desenvolvimento e só posso dizer que estás de PARABÉNS! Sinto me especial por saber que escreveste a fic a pensar em nós! Obrigada mais uma vez :D

Esta cena está LINDA!
" Levantou também ele a manga e agarrou no canivete. Cortando todas cicatrizes num só golpe vertical. Levou a mão ao sangue na perna de Rose mas esta parou-o. Agarrou também no canivete e fez um gesto imitante. Sorriu e agarrou no braço sangrento de cada um.
Juntou-os. Uniu-os num pacto inigualável, inatingível. Num pacto de paz.
- Sim, aliados. – Declarou Tom, altivo. – Aliados nesta guerra, nesta vida, neste mundo que é de todos. Aliados da Alemanha, Aliados de Inglaterra, Aliados de Amizade, Aliados de Amor. Aliados de Paz, Aliados de Sangue para sempre." Não há palavras para descrever o q senti, apenas uma, AMEI!

küss


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online