Fics

Love is not a feeling... It's strength.
Domingo, 5 de Outubro de 2008

One-shot - I need his Heart

Hallo, a partir de agora, as minhas one-shots e a fanfic que vou escrever a seguir a esta(daqui a um mês mais ou menos) serao postadas na UNION. (Na secçao fanfics Marii)
kuss kuss
 
 
I Need his Heart- One shot
 
 

 

        Peguei na folha gasta de tanto lida e arrumei-a novamente na caixa azul-marinho, o único sítio onde estavam os meus preciosos pertences. Ouvi um estrondo do lado de fora e encolhi-me, mergulhei a cabeça nos joelhos e o medo apoderou-se de mim.

        “Estou contigo, sempre contigo”

        Passei a mão pelo meu pescoço e agarrei-me à sua memória, que estava tão, tão longe.

        Um novo estrondo invadiu o ar e pó começou a cair do tecto, o estuque das paredes estava a dar de si e eu não me movi um milímetro. Apoiei as mãos no chão e sentei-me, agarrei novamente os joelhos e coloquei as mãos por cima da cabeça.

        “Estou contigo, sempre contigo”

        Elevei a minha cabeça e olhei em volta, num ápice ouvi um tiro raspar no vidro do sótão. Baixei novamente a cabeça e tentei conter os soluços.

        “Estou contigo, sempre contigo”

        Quem é que tornou o mundo nisto? Quem é que tornou o meu próprio respirar num som sufocante? Quem é que o levou para longe de mim?

        Onde é que estás? Porque é que não estás a tocar levemente na minha pele, porque é que não estás a afagar o meu cabelo, porque é que estás longe daqui, longe de mim, longe do amor?

        “Estou contigo, sempre contigo” – não, não estás… estará?

        Toca-me, sente-me… Porque é que me deixaste sozinha? Escondida, apenas com as paredes para desabafar, sem ver a luz penetrante do sol directo, sem sentir o vento, sem sentir nenhum outro cheiro sem ser este pó, velho e cortante.

        “Estou contigo, sempre contigo”

        A sua voz desvanecia a cada momento, a cada tiro que ouvia, a cada grito desesperado, a cada granada, a cada segundo que passava ali presa. Neste momento posso fugir, posso morrer ou viver, mas preciso dele.

        Cantei baixo, ninguém me podia ouvir.

I can fly
But I want his wings
I can shine even in the darkness
But I crave the light that he brings
Revel in the songs that he sings
My angel Gabriel (…)

            Puxei o meu cabelo tentando voltar a realidade, à horrível realidade. Peguei na caixa novamente e abri-a.

I can love
But I need his heart
I am strong even on my own
But from him I never want to part
He's been there since the very start
My angel Gabriel
My angel Gabriel

            Toquei na única prova que constava que ele me amava, apesar da verdade ter estado presente no meu coração há uns meses, agora desvanecia cada vez mais rápido, flashes apoderavam-se de mim e a tristeza da pura saudade chegava lentamente, em pés de lã.

Bless the day he came to be
Angel's wings carried him to me
Heavenly

           

7 de Setembro de 1941

            Querida Lily,

                Sei que me vais odiar por tudo isto e eu não tenho maneira de te pedir desculpa senão dizer-te que faço isto por ti, e pelo que significas para mim. És neste momento, e serás sempre, para sempre o centro do meu mundo.

                Toda a minha força para continuar está depositada em ti, nas tuas doces palavras e na tua coragem. Quer acredites ou não Lily, és tão forte por dentro!

                Tudo o que sinto, todo o amor que tenho para dar é por causa de ti e será sempre para ti. O sangue que me corre nas veias é teu. E sempre que for derramado será em tua honra.

                Parto agora para um novo país, para continuar a lutar pela nossa pátria, que neste momento tenho mais orgulho que nunca de dizer que é a Grã-Bretanha. Não sei se achas que isto é digno de honra ou não, mas peço-te sinceramente que acredites que sim. Para mim a guerra não foi uma opção, foi apenas inevitável. E estares refugiada no centro da Europa, no centro da guerra foi de todo a pior escolha que fiz na vida e fazia de tudo para voltar atrás.

                Deixo em ti todo o meu amor, o meu coração. E aconteça o que acontecer naquelas batalhas eu estarei contigo.

                Estou contigo, sempre contigo.

                Amo-te agora e para sempre, minha pureza. O significado do teu nome não poderia estar mais certo.

                                                      

                                                         Para sempre teu,

                                                                     Bill Kaulitz

 

        Encostei a cabeça à parede e fechei os olhos repletos de lágrimas.

I can fly
But I want his wings
I can shine even in the darkness
But I crave the light that he brings
Revel in the songs that he sings
My angel Gabriel
My angel Gabriel
My angel Gabriel

            As armas que se ouviam anteriormente silenciaram enquanto eu cantava, e a porta abriu-se, escondi-me assustada atrás de um móvel velho e vi um vulto aproximar-se, coxeando.

        “Lily…” – chamou a sua doce voz.



abdominais:
De Mary17 a 6 de Outubro de 2008 às 13:27
Olaaa maninha..! Eu e que aprovo as tuas one-shot antes de publicares nao e? =) va, ve la se começas a escrever mais!


De Carol a 6 de Outubro de 2008 às 17:16
Preciosidade'zinha do meu coraçao fiz o coment no teu novo blog'zinhoo!

aki nao consigo fazer um coment tao grande como e obvio xD

sabes kual e a minha opiniao kuanto ao outro blog mas espero k nada mude e k akele continue a ser SO TEU!

e como ja sabes: ES MARAVILHOSAAA <3

bjinho


De rutef_47 a 6 de Outubro de 2008 às 19:36
one shot perfeita!!! adorei! amei!


De *Menina do ToM* a 6 de Outubro de 2008 às 21:50
olá

owwoo

one shot liondaa

imagnar o bill na gueraa o.O mesmo giroo

a ultima frase ta brutal mesmo "As armas que se ouviam anteriormente silenciaram enquanto eu cantava, e a porta abriu-se, escondi-me assustada atrás de um móvel velho e vi um vulto aproximar-se, coxeando.

“Lily…” " ele voltou, ele sobreviveu =)
bjaooo e posta mais


Comentar post

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo