Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

15º Capítulo - Promessa

Hey,

Isto não anda nada bem...

Não tenho tempo para as pessoas que gosto. Não tenho tempo para mim.

Ando mesmo pffff....sem comentários. E acredito que muita gente esteja, como eu vos compreendo!

Anyway, obrigada pelos parabéns =).

Aqui fica um capítulo e não dou datas certas para um novo, porque isto anda realmente complicado.

 

Beijinhos,

Marii K.

 

XV

 

 

Sentia-se pesado, enquanto tocava. Não é que não quisesse estar ali, apenas preferia estar noutro lado. Os dedos pareciam ter mais força, os pés batiam mais, sentia como se Bill, Gustav e Georg estivessem atrasados no compasso, como se ele liderasse incompativelmente.

Quando tudo acabou, deixou-se abater pelo cansaço, pela bela ideia de que no dia seguinte, por esta hora já estaria com Alice.

 

 

Era um silêncio dominante.

A mãe folheava uma revista, e o barulho das páginas pareciam fazer dormir a sala. Alice limitava-se a mirar os dedos dos pés, as unhas pintadas de beje, arranjadas como as de uma princesa.

Fitou a mãe por duas vezes, abriu a boca em vão. Sabia o que a mãe ia dizer, sabia os olhos com que ela a ia mirar, sabia de cor as finas rugas da testa da mãe, que apareciam sempre que algo não lhe agradava.

Faltavam apenas duas páginas para Irinna acabar a revista, e Alice não conseguia arranjar maneira de perder o medo de fazer um simples comunicado à mãe. Sim, porque tinha decidido por si mesma, pela sua idade e responsabilidade que nunca o que tinha para dizer iria soar a pedido. Alice ia apenas informar, de que desta vez teria par. Um par que por sinal, a mãe não sentia o mínimo de amizade, interesse ou gosto. Era algo que Irinna ia abominar, ver a sua filha com um guitarrista, algo que ela considerava perigoso. Por mais que quisesse, nunca conseguiria ver naquela relação mais do que um reflexo de si própria e do erro que cometera no seu casamento.

Por já saber a reacção da mãe é que a deixou sair do quarto com um beijo de boas noites. A revista ficou ali em cima da mesa, devorada por olhares de milhares de pessoas que provavelmente já tinham olhado o seu próprio exemplar, e parado naquela página que Irinna tinha deixado aberta em cima da mesa.

Alice olhou de relance e viu a sua figura na revista, o vestido azul cerúleo que tinha levado à última gala que tinha ido. Reparou no seu sorriso, fechado, e pensou no quão falso lhe parecia. Perguntou-se se o sorriso da gala do dia seguinte seria diferente, se o seu olhar também iria participar nele, se todo o seu rosto se iria emoldurar de um modo natural para receber um sorriso espontâneo, de uma felicidade verdadeira.

Estava prestes a pegar na revista para olhar com mais atenção os pormenores, mas o seu telemóvel vibrou em cima da mesa. E como uma adolescente andou em passos largos para ele, com o pensamento apenas em Tom. E era realmente ele.

“Chego às 16.00h. Encontro-te no hotel?”- perguntava.

Alice escreveu rapidamente no telemóvel touch.

“Claro :) até amanhã.”

Pousou o telemóvel no sítio onde estava e pensou noutro plano, pois esperar mais uma hora para que ele chegasse ao hotel, representava uma tortura.

 

 

Apanhou o cabelo, colocou um gorro e os óculos de sol. As calças de ganga caras de qualquer maneira poderiam denuncia-la, tal como o cabelo que mesmo estando apanhado não deixava de transparecer a sua beleza.

Estava o quanto mais afastada de multidões e o telemóvel vibrava no seu bolso. Era a mãe que a procurava, e se agora já estava enfurecida, à noite ficaria muito mais. Os voos chegavam lentamente, pareceram-lhe eternidades, até que viu um rapaz de roupas largas, com um gorro e óculos de sol. Sorriu, ao pensar que o seu disfarce era parecido com a maneira de vestir dele. Depois reparou que as suas tranças estavam escondidas, era essa a única diferença. Então andou rápido até perto dele, que arrastava a mala, e agarrou na sua mão puxando-o. Surpreendeu-se que ele tenha apenas gritado um “Eh” e olhado em volta, provavelmente recorrendo ao hábito de procurar os seguranças.

Continuou a puxá-lo, até atingirem um canto das saídas de emergência, perto do local dos telefones, mas com um recanto que não deixava ninguém notar a sua presença. Tirou então os óculos de sol e o gorro e sorriu.

- Olá – disse-lhe.

Tom olhava-a também com um sorriso. Largou finalmente a mala e colocou as mãos na nuca de Alice. Encostou os lábios aos dela. E o beijo pareceu tão lento e perfeito que Alice se deixou ficar de olhos fechados por mais uns segundos. Depois Tom beijou-lhe a bochecha.

- Parece que assim vou ter uma viagem mais divertida.

Alice sorriu, juntando as duas mãos e brincando com os dedos nervosamente. Agora que estava ali com ele, tudo lhe parecia tão fácil, tão real. Não se lembrava mais da sua mãe, esquecera o número de chamadas não atendidas que figuravam no seu telemóvel.

Tom pegou no gorro de Alice e riu, colocou-o na cabeça de Alice.

- Fica-te bem – gozou.

Alice empurrou o gorro mais para baixo e olhou-o também com ar de gozo, tirando-lhe as tranças para fora. Depois colocou de novo os óculos de sol.

- Vá, temos de nos despachar. Ainda tenho de me vestir.

Ele assentiu com a cabeça.

- Só uma coisa, como é que eu vou para lá?

- Comigo, porquê?

- Com a tua mãe também? – Perguntou ele, preocupado.

- Não! Limusina para nós!

- Ah…a tua mãe sabe?

- Não…

- Óptimo – limitou-se a dizer. Beijou de novo Alice e começaram a andar em direcção aos táxis.

 

 

 

tags:

publicado por Marii R. às 21:50

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Tommazinha a 11 de Maio de 2010 às 18:20
Olá!!!

Opá eu fico toda coiso quando leio os teus capítulos xD
Então estes tão perfeitos...
Aiiii!! É que eles ficam tão bem juntinhos *.* E os momentos que eles estão a passar, é como um amor proibido.
A única coisa que está a estragar tudo é o egoísmo da mãe. Bolas! Odeio a mulher...
Mas vai-me dar gozo quando ela os vir juntos na estreia do filme. Vai ser do género toma e engole xD
Maisssssssss

Não desesperes Mariana! Vais ver que os tempos próximos serão melhores ;)
Beijinhos grandes :)


De ∞ quinn a 11 de Maio de 2010 às 20:25
Hey :)
Yeeei, estão juntos de novo :3
Eu nem quero imaginar a reacção da mãe dela quando a vir com o Tom u.u'
Maiis :D
Beijinhos.


De ztiluak a 11 de Maio de 2010 às 20:25
Ainda bem que conseguistes postar xP

Eles quando estao juntos, ficam tao felizes e queridos . só a mãe dela é que vai ficar furiosa.

Posta mais., bjs


De SoniaKaulitz a 12 de Maio de 2010 às 15:17
Hiii....tenhop sentido falta dos capitulo´zinhos....mas enfim.
Está mto bom....quero mesmo ver o que a chata da mãe dela vai dizer quando os ver juntos...em publico....vai se passar...lool.
bjinhos


De Melancia a 12 de Maio de 2010 às 21:17
Tao queridos ^-^

Eles pareciam dois adolescentes, e o mais ironico é que nem sao assim muito velhos lol
Gostei do capitulo, está bastante explicito e simples. O facto de Alice nao conseguir transmitir à mae, sobre Tom, está muito bem descrito; aquele medo que a pessoa possui só de contar algo a outrem, sem mesmo com a intenção de encontrar ali uma aprovação, mas que lhe incomoda pq sabe que o minimo de reacção a vai magoar... Alias penso que neste caso ela ate ira preferir que a mae n obtenha qualquer reacção lol. Amei a cena no aeroporto. Estavam amorosos :)

kuss


De Caty a 13 de Maio de 2010 às 22:50
Olá
Eles estão tão felizes juntos, ficam tão fofos os dois.
O que será que a estúpida da mãe dela vai fazer.
Bjs


De silver a 15 de Junho de 2010 às 15:13
Hallo :)
Eu encontrei hoje o teu blog, e estive a ler os capitulos e gostei muito :D

xoxo.


De Faa. a 17 de Junho de 2010 às 19:40
Escreves realmente bem x)
E o Tom e a Alice ficam tão fofos juntos *---*

Continua (:
Beijinhós;


De Melancia a 28 de Junho de 2010 às 19:14
Quando voltas Marii? Tenho S A U D A D E S !

kiss


De Tommazinha a 7 de Julho de 2010 às 13:30
Simmm, quando voltas?
Venho todos os dias aqui na esperança de teres um novo capítulo mas nunca mais vieste :(
Acredito que também não tiveste tempo, com a história dos exames a coisa complica-se, mas agora já são férias!
Não nos abandones, simm? :D
Precisamos das tuas histórias...


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online