Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

10º Capítulo - Promessa

Hey ;D

Cheguei à conclusão que os capítulos têm de passar a ser maiores, e suponho que todas estejam de acordo com isso x)

Com sorte posto amanhã, apesar de ter meio mundo de exercicios de geometria e trabalhos de grupo e individuais para fazer :S

Peço comentários, porque afinal...se eu tenho tempo para escrever duas páginas de word por dia, vocês também têm tempo para escrever duas palavras de apoio, certo? Vá lá, não custa :)

 

Photobucket
Beijinhos,
Marii K.

X

 

 

Atirou as duas torradas já a desmaiarem para o negro para um prato e pegou em quatro pacotes de doce. Um café,  e uma mistura de frutas. Quando se sentou, comeu os alimentos pela ordem natural, e olhou para a porta. Avaliou o seu pensamento, pensando se desejava mais a entrada da banda ou de Alice, e mesmo antes de chegar à sua própria conclusão Alice entrou na sala de pequeno-almoço.

Um vestido cinza, com alças praticamente invisíveis, descobriam os ombros de uma pele sedosa, com uma aparência de retoque computorizado. Os cabelos estavam de novo descaídos, longos como nunca tinha visto. E o seu andar era seguro, sorriu para Tom. E enquanto ele se tentava concentrar na comida, barrando as quantidades abusivas de doce na torrada, ouviu a voz dela à sua frente.

- Posso-me sentar?

- Claro, bom dia

Ela sentou-se no lugar à frente de Tom, com uma torrada e dois pacotes de doce, um café e uma fruta exótica de que Tom não recordava o nome.

- Dormiste bem?

Alice acenou com a cabeça. Barrou também a sua torrada com os dois pacotes de doce e depois sorriu, ao reparar que Tom fazia o mesmo.

- Também comes doce com pão

Ele sorriu. Olhou para a porta e viu Georg e Gustav entrar. Ambos acenaram, mas Georg fez gestos abusivos e felizes, apontou para Alice e fez um gesto de assobio. Tom olhou para ele incomodado, baixou a cabeça e comeu o resto da torrada em silêncio. Reparou que Alice se tinha voltado para trás para acenar, e depois Bill entrou. Sorriu-lhe da mesma maneira, mas notou alguma diferença. E percebeu que o irmão lhe tinha algo a dizer, de qualquer maneira não se importou com isso, não devia ser nada de importante, apenas assuntos da banda.

- O que é que vais fazer hoje? – Interrompeu ela o seu pensamento.

- Entrevistas e um programa de televisão, e tu?

- Hoje? Provas de vestidos e coisas fúteis para o lançamento do filme

Tom olhou para ela fixamente.

- Parece interessante

- Queres trocar?

- Nem por isso, acho que vestidos não é o meu forte

Alice sorriu, acabou de beber o café e encostou-se para trás. E Tom reparou na tonalidade natural dos seus lábios, rosa. Ainda não tinha tido a oportunidade de a ver, pois Alice sempre se apresentara impecavelmente maquilhada, de maneira natural mas mesmo assim, nada chegava àquele tom natural que ele mirava agora, quando o batom tinha já sito apagado pelo guardanapo.

Ela parecia querer dizer alguma coisa. Batia nervosamente com as unhas na mesa e depois fixou-o.

- Olha, posso ser eu a levar-te a um sítio hoje? Sem camiões prestes a matar-nos, sabes?

- Claro – respondeu Tom, inclinando-se para a frente e deslizando as mãos também, até meio da mesa. – Então e -

- Olá Alice, – interrompeu a voz alegre de Bill – desculpem interromper, vi isto agora

Pousou duas revistas em cima da mesa, uma delas com a capa onde Tom conseguiu ler o seu próprio nome e o de Alice, e a outra aberta numa página com letras garrafais “O amor em NY”. Viu Alice contrair os lábios, e depois a levantar-se.

- Não tem importância – disse a Bill com um sorriso – obrigada.

Tom fitava-a com a boca entreaberta, sob o olhar de Bill, que encontrava no irmão uma nova faceta.

- Estou na entrada do hotel às oito e meia. – Disse-lhe ela.

- Mas – começou Tom.

- Não me vou importar com coisas dessas, e não vou deixar de fazer o que quero por causa de suposições

Tom engoliu em seco. Olhou de novo para a revista e ouviu um ‘até logo’ de Alice. Depois, sem pensar e num impulso, levantou-se e foi atrás dela, agarrou-a pelo braço.

- Espera

Alice continuava serena, com um sorriso perdido na expressão inocente.

- Não vais arranjar problemas com a tua mãe por causa disto?

Ela olhou-o por momentos, baralhada.

- Estás assim tão chateado pelo que as revistas dizem, ou estás preocupado comigo? – Acabou por perguntar.

- Não te quero prejudicar – disse Tom, numa voz confiante.

- Tens-te em pouca conta – ela sorriu – não foi o que ouvi dizer de ti. – parou por uns segundos, mas Tom não lhe respondeu. Limitou-se a dar um passo pequeno para o lado e depois olhou-a nos olhos. – Não te preocupes, está tudo bem.

Aproximou-se dele e beijou-o no rosto.

- Até logo – e tocou-lhe com a mão no braço antes de ir embora.

Tom sentiu-se como numa dormência. Feliz por os toques, os sorrisos e o beijo de Alice, mas ao mesmo tempo a pensar no que ela tinha referido, sobre o que lhe tinham dito. Pela primeira vez na vida, teve medo de uma opinião. Teve medo do que uma outra pessoa pensava. E sentiu esse sentimento estranho em si como uma dependência, quando de repente não fosse só ele sozinho no mundo, com as suas preocupações e manias, roupas diferentes e modos descontraídos. Agora sentia-se observado. E não desgostava da sensação, era um peso, mas de certa maneira agradável, como se sentisse o seu próprio peso a vir ao de cimo na água. Sentia-o leve, quando ele o sabia muito mais pesado do que isso.

 

tags:

publicado por Marii R. às 18:29

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De ∞ quinn a 16 de Abril de 2010 às 19:15
Hey :)
Essas revistas são umas cuscas <.<
O Tom está caidinho pela Alice :)
Maiis :D
Beijinhos.


De T'Girl a 16 de Abril de 2010 às 20:11
LINDO LINDO LINDO LINDO *-*

Eu tenho sempre tempo para vir aqui dar-te umas palavras de apoio, mesmo que não seja em todos os capitulos porque à dias em que não vejo sequer o computador, mas quando venho comento.

Passando à frente o Capitulo está LINDO (como já disse em cima) tens uma forma de escrever... OMG que eu não tenho palavras para descrever

Continua a postar por favor

beijinhos


De ztiluak a 16 de Abril de 2010 às 22:20
Adorei como sempre. Foi o meu capitulo favorito ate agora.
Ai das revistas que estreguem a relaçao deles!

posta mais pff

beijinhos


De Tommazinha a 17 de Abril de 2010 às 12:46
Hallo!!!
Admiro a tua força para escrever de forma tão linda, mesmo apesar de teres tantas coisas para fazer...
Acho que todos os que lêem a fic deviam ter atenção nisso e, pelo menos, escrever um curto comentário; quanto mais não seja para incentivar.
Mas enfim...

Em relação à fic...
Ohh meu deus!! Amei tanto este capítulo =D
Eles estão cada vez mais próximos e o que mais irrita é que não dão o raio do beijo de uma vez xD
Eles estão caidinhos um pelo o outro...
E os media que vão dar uma curva ao bilhar grande porque só atrapalham!
Por favorrr, posta um novo capítulo novo Mariana =D
Quero maissssss

Bjão grande e boa sorte para os trabalhos ;)


De SoniaKaulitz a 17 de Abril de 2010 às 18:42
Olá .....opah gosto mesmo disto *.*
BEm estou a adorar este romence todo e tal....bem ela é um perigo perigoso pa saude publica ao volante...lool.
continua que estou realmente a gostar muito.
Bjinhos keridah.


De a.nee a 17 de Abril de 2010 às 19:58
Olaa
Desculpa so comentar agora, mas só consegui actualizar-me nos blogs este fds, dado que ando atulhada de frequencias e projectos.
Estou a adorar esta fic, adoro este lado sensivel e delicado do Tom. *___*
Realmente os paparazzi nao tem mais nada que fazer. Eles sao imensamente queridos e fofinhos =D

mais

bjinhozz


De Caty a 17 de Abril de 2010 às 20:28
Olá
Descobri o teu blog e li algumas das tuas fics e adorei.
Está é muito linda parabéns, vou passar a ler e comentar.
Aquelas revistas só gostam mesmo de fofocas, mas aquilo entre eles vai dar coisa.
Bjs


De Melancia a 18 de Abril de 2010 às 22:00
Hello! Lol, adoro aquela animaçao. É lindaaa!

Amo estes capitulos, em que ambos se estao a conhecer, mas tb se estao a conhecer a eles proprios. O Tom, por exemplo, pela primeira vez sente algo desconhecido, mas bom, tomando assim atitudes que nao sao de todo vindas dele. Gosto imenso da maneira como estruturas os dialogos, sao super inocentes! E amei o ultimo paragrafo, descreve exactamente a razao pela qual amo este capitulo!

kussinho


De ourfanfiction a 19 de Abril de 2010 às 01:20
Hii
ohh essas revistas estao me a irritar..espero que nao interfiram na relação deles, espero mesmo que nao .
Gosto mesmo da maneira como mostras os sentimentos de Tom..ele esta a sentir algo que nunca sentiu. Com a tua escrita, entende-se cada personagem, como sempre Marii :D
Gosto mesmo quando fazes estes ultimos pequenos paragrafos a explicar o ponto da situação! Sao relaxantes, a serio que sao! E a Alice como sempre, doce e ingenua. como ja disse e volto a dizer, gosto imenso dela :D

Vou ler o proximo lovii!


De Maria a 9 de Maio de 2010 às 13:18
Olá querida! :)
O Tom está completamente encantado com ela... <3
Ela não se importou com o que estava na revista...e vão estar juntos outra vez! ehehehe
Beijinhos grandes, dear!


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online