Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Sábado, 10 de Abril de 2010

6º Capítulo - Promessa

Liebes!

Tão bom o concerto god *.*

Foi totalmente diferente dos outros, não só o aspecto e as músicas mas também as sensações em mim. Foi diferente e gostei na mesma, tinha medo de me desiludir, tal como a estrelinha tinha, mas não aconteceu, eu achava-os perfeitos nem que estivessem pintados às bolinhas roxas. Só a voz do Tom deu-me vontade de chorar, o rapaz é DEMASIADO. Não consigo encontrar adjectivos para ele.

Estive com a minha maninha e a minha estrelinha, só por isso podia ser o melhor concerto. Dreams come true*

Agora, acerca da fic...esta semana foi a semana que menos dormi e estive em casa desde que nasci.

Desde dormir praticamente 4 horas durante todos os dias, a acordar ás 6 da manha para andar em Lisboa sozinha para ir para o ISCTE e chegar ás 21h a casa. Mas foi a melhor semana da minha vida, arquitectura vai ser vida! Nunca pensei um workshop mudar o meu pensamento como mudou. O ISCTE é simplesmente fantástico, e as pessoas de lá são tão divertidas e mesmo boas pessoas!

Estou completamente estoirada e a escola começa depois de amanhã, mas eu nem quero saber, foi mesmo "A SEMANA"

 

Agora, finalmente(!) a fic ;D

 

Beijinhos a todas e desculpem a demora,

Marii K.

 

 

VI

 

 

- Não era difícil – Disse Tom, estava prestes a carregar no botão da Coca-Cola quando olhou de novo para Alice – Queres alguma coisa?

Alice abanou a cabeça. Percorreu o corredor até perto dele, com os sapatos framboesa de saltos altos a chilrearem no chão.

- Então agora tratamo-nos por tu?

Tom olhou para ela, confuso.

- Tu trataste-me por tu…

- Eu sei, estava só a perguntar se estava bem para ti.

Tom encolheu os ombros, murmurando um ‘sim, está…’

Ouviam o barulho do palco a ser desmontado, era algo que quebrava aquele ténue silêncio entre eles.

- Vais ficar aqui por quanto tempo? – Perguntou Alice, encostada à parede.

- Vou para o hotel, daqui a pouco

Alice sorriu, colocou uma madeixa de cabelo atrás da orelha.

- Não era isso que queria dizer. Estava a dizer aqui, Nova Iorque.

- Ah… ham, apenas mais dois dias penso eu.

Algo caiu enquanto o palco estava a ser desmontado, fez um barulho ensurdecedor que assustou Alice, que depois sorriu nervosamente.

- Olha eu…tenho de ir lá para dentro – Tom apontou a sala onde estava o resto da banda.

- Claro, eu…  – Olhou uns momentos para Tom e depois deu um passo para trás – desculpa, não devia ter vindo. Até tenho de ir ter com o Richard e a minha mãe…

Arrastou um pouco o pé, sorriu e depois voltou costas e andou decidida até à porta.

Tom sentiu um peso nas pernas. Estava para entrar na sala, ou para ir atrás dela, mas não se movia. Olhou para a bebida e pousou-a em cima da máquina.

- Alice – chamou

Ela voltou-se, com um olhar meio parado. Aquele tipo de olhar que nos deixa espaço para pensar no que estamos a ver. Aquele tipo de olhar que de certo modo empenha esperança.

- Não queres vir comigo agora? Damos uma volta depois?

Ela agarrou a pequena mala que tinha com ambas as mãos e depois assentiu com a cabeça, um sorriso. Tom notou que algo estava diferente em Alice, estava menos séria, menos reticente, como se a nuvem que lhe pairava em cima tivesse desaparecido dos seus ombros, deixando entrar uma luz diferente, talvez mais brilhante e mais confiante.

- Claro – ela disse.

 

Quando entraram Bill limpava ainda o rosto com a toalha. Todos estavam cansados. Alice olhava em volta, atenta.

- Já tinhas estado num sítio assim? – Sussurrou-lhe Tom.

Alice abanou a cabeça, percorreu a sala devagar, quando Bill, Georg e Gustav ainda estavam de costas, no sofá, sem se aperceberem da sua presença. Chegou perto da mesa e passou os dedos pela guitarra acústica de Tom, puxou uma corta emitindo um ruído desafinado e sorriu.

- Tom, nós vamos para o hotel a seguir – informou Bill, ainda de costas e esticando os braços ao espreguiçar-se. – Trouxeste a minha Coca-Cola?

- Não – apenas respondeu ele.

Seguiu Alice olhou os dedos finos da rapariga pegar na palheta e rodá-la nos dedos.

- Porquê?! – Perguntou Bill mais alto.

Olhou para trás e abriu a boca, depois bateu no braço de Gustav que também de voltou.

- Eu vou sair – disse Tom, sem olhar nenhum membro da banda, mas sentiu os passos do irmão atrás de si, e sabia perfeitamente o que ele diria a seguir.

“Porque é que não me disseste que ela estava cá?!” – pensou, antes de Bill tornar a frase audível.

- Porque é que não me disseste que ela estava cá?!

Alice voltou-se e sorriu tímida, sem uma única palavra.

Mas Bill logo a colocou à vontade, sentou-a no sofá e interrogou-a sobre o concerto, sobre o trabalho, sobre os filmes, revelou o quanto gostava do seu trabalho. E Alice sempre retribuiu com um sorriso, uma conversa descontraída que Tom nunca julgara possível da primeira vez que tinha visto Alice, e o seu rosto inocente. Era como se as personagens altivas dos filmes estivessem concentradas ali, na sua frente, mas ao mesmo tempo era uma versão real, terra a terra. Que tranquilizava Tom, ao pensar que afinal Alice não era inalcançável.

 

 

I'm: So happy!I love you estrelinha
Song: Clint Michigan - Hawthorne to Hennepin

publicado por Marii R. às 20:15

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De ∞ quinn a 10 de Abril de 2010 às 20:47
Hey :)
Estes dois dão comigo em doida :p
Ahah, a reacção do Bill x) que querido ^^
Quero mais, Mariana.

Em relação ao concerto, sim foi totalmente diferente dos outros nos aspectos que apontaste, mas mesmo assim eles continuam a brilhar em palco :'D Adorei :D

Beijinhos.


De ourfanfiction a 11 de Abril de 2010 às 00:31
Hello! estou de volta! desculpa a minha ausencia, estive afastada dos blogues durante algum tempo! Li agora a tua fic, ate este ultimo capitulo!
estou a adorar a fic ate agora...gosto da personagem que criaste, da Alice...parece-me interessante :P
E claro, como é evidente na tua escrita, aquela parte cómica do Bill :D ahah que querido!
E por isso que eu gosto tanto da tua escrita, pela simplicidade mas nao so..consegues tornar uma coisa simples, numa coisa..viciante:D

QUERO MAIS, SIM?

E O CONCERTO, FOI LINDO! foi mesmo, memoravel..acho que foi o melhor! ficaste em qie sitio? foi pena nao te ter conhecido..para a proxima :D

grande beijinho, Anica!


De Marii R. a 11 de Abril de 2010 às 11:07
Anica *.*
Voltaste! God, estou tão feliz! Não sabia que tinhas uma fic nova! Tenho de a ir devorar a seguir a tomar banho (xD)
Beijinhoos!LY


De SoniaKaulitz a 11 de Abril de 2010 às 15:53
Olá.....bem nao sabes as saudades que tive de ler estas coizinhas fantásticas que tu escreves......
Bem estou a adorar a nova fic....inda nao dá pa perceber mto bem o que se vai passar daqui pa frente mas ja sei que o anor já anda no ar.
DEsculpa nao ter comentado mais cedo mas tambem eu tive uma semana de loucos....
Nao posso deixar de falar no FANTASTICO concerto que os nossos meninos nos deram....WOOW inda estou meia dormente e cm marcas fisicas visiveis do acontecimento e das agressoes que por la se passam....tenho fotos lindas do TOMMY BOY ....hahahahah. EM fim é DEMASIADO...como tu referiste. Bjinho vou vir cá mais vezes pa ler e comentar...bjinhossss =)


De Caroll a 11 de Abril de 2010 às 16:09
Hey :)

Eu ando tão desaparecida do mundo dos blogs que sei lá, até me sinto mal.
Mas pronto, já li a Espera Por Mim 2 vezes inteiras e choro baba e ranho... sempre.

E agora esta está assim completamente fantástica e adorável e apetece-me comer um pedaço ao Tom *--*
(não sejas perv, cof cof).

Mas pronto, quero mais :)
Love you.

PS: Perfect day.


De Tommazinha a 11 de Abril de 2010 às 16:28
Hallo!!!
Tu nem me fales desse concerto... FOI SIMPLESMENTE PERFEITO *.*
E o Tom estava... OMG...bem, sem comentários xD

Estou a gostar bastante desta fic =D
A inocência da Alice, o embaraço do Tom, as piadas dos outros rapazes...
Está a ficar mesmo espectacular :)
Quero maisss e maisssssss

Bjão grande ;)


De Ritiik a 11 de Abril de 2010 às 18:58
Hey!
Bem, já me actualize, e afinal era so um capitulo em atraso o.o
opá a relaçao do Tom e da Alice é tão fofinha *O*
parece que ambos tem medo de avançar, por se magoarem ou assim. o Tom parece que ve nela algo que pode quebrar a qualquer momento Oo
posta mais :D
Beijinhos


De Melancia a 11 de Abril de 2010 às 20:10
Hey Marii! Desculpa so comentar hj. Eu li o teu capitulo ontem mas foi tao rapido que n me deu tempo de comentar!

Gostei deste capitulo. Alias tenho gostado a maneira como estruturas os dialogos entre os dois. Sao desconhecdidos e qd se tentam conhecer nota se que o ambiente gerado é de nervoosismo, mas um nervosismo positivo. Eles querem se conhecer pq existe algo que os liga, eles so n descobriram o que e porque...
Continua :)

kuss


De Maria a 9 de Maio de 2010 às 12:26
Olá querida! :)
Sorry não ter lido e comentado mais cedo... =p
O Tommy está "encantado" com a Alice e ela também já está mais "solta" ao lado dele!
O Bill é que ficou todo entusiasmado com a presença dela lá! ehehe
Beijinhos grandes, dear!


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online