Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

12º Capítulo - Espera por Mim

Hey,

Vou passar a 'oferecer' capítulos :D

Este é para a minha Anica que voltou ;) tou tão feliz e claro que te desculpo. LY always :D


Hoje vou para o Algarve, mas como sempre, posto na mesma (:

Tenho uma madeixa roxa, ou rosa ou violeta...é um bocado esquisito...Maaas, coiso! :O yeah yeah, I'm so happy :D


Beijinho para todas,

Marii K.

 

 

Capítulo 12
Escudo
 
 

            Estavas dentro de mim. E eu não te podia expulsar. Não te podia ignorar. Não te podia deixar.

            E por esta ordem… não me podes deixar a mim agora. Não podes. Agarro-me a outro dia, para ver que estarás ao meu lado. Agarro-me a tudo o que me fizeste sentir. Perdi o solo.

 
*
 

            Saí do carro e quando percorri o parque com o olhar posto no portão, surpreendi-me. Ela não estava lá.

            Agarrei no telemóvel.

            - Bill…

            - Então Ally? Está tudo bem?

            - Sim. Quer dizer… estou com uma otite.

            - Uma otite? Isso não têm os putos?

            - Sim, mas não só.

            Uma onda de afectividade invadiu-me, como sempre.

            - Queres que vá ter contigo?

            - Não sejas parvo…

            - Tens muitas dores?

            - Um bocadinho… E tenho febre. – Estava com a voz fraca. Mas também devia ter acordado à pouco tempo.

            - Oh, coitadinha… Vou aí depois das aulas.

            - Tudo bem, obrigada.

            - Vou-te levar mimos. E chocolates e gomas e só porcarias dessas.

            - Oh Bill – Soltou uma gargalhada fraca – Não tenho muita fome.

            - Eu como, está descansada. Até logo.

            - Até logo Bill, amo-te. – Estava com uma voz mais animada e eu orgulhei-me disso.

            - Também te amo meu amor.

            E pressionei na tecla vermelha antes de olhar de novo para o portão, e verificar um cabelo rosa esvoaçar ao vento numa mota violeta.

            Só agora me apercebia como me sentia desprotegido sem Allison. Ela era como um escudo, algo que me impedia de me aproximar de ti. Era tudo o que eu queria agora. Ansiava por não te ver, ao mesmo tempo que o pensamento de voltar a ver o teu rosto me iluminava. Era contraditório em todos os sentidos. Assustava-me. Tornava-me um mero expectante enquanto os meus sentidos se arrastavam para ti. E eu não queria. Eu não podia.

            Entrei na sala de aula e tentei-me focar em tudo o que me fizesse relembrar Allison, pois tudo o que temia era a vontade de correr para ti mal te visse em qualquer parte da escola. E apercebera-me disso daquela vez no telhado. Mas a verdade de Allison ser o meu escudo só se apresentava hoje, quando relembrava de no mês passado ter chocado contra ti à saída da aula de Biologia; e a única coisa que me impeliu a resistir-te foi Allison sorrindo mesmo à minha frente.

            Pois então como aguentaria agora?

            Com a cabeça a fervilhar, mal ouvi o toque, agarrei na mochila e na carteira e dirigi-me à loja de doces para comprar tudo o que tinha prometido a Allison. Atravessei o parque de estacionamento e dirigi-me até casa da Allison. Não conseguia aguentar com uma possibilidade de culpa. E assim que entrei na sua casa vazia e vi o seu corpo encolhido no sofá, apenas com um sorriso e os brilhantes na minha direcção, senti-me seguro. Como se nada me fosse acontecer. E tudo me pareceu uma estupidez na minha mente. Eu nunca seria capaz de a magoar.

            - Então?
            - Então… não resisti.

            Sentei-me na beira do sofá e afaguei-lhe os cabelos beijando-lhe a testa.

            - Não te vais meter em sarilhos por causa disto?

            - Sinceramente? Não me interessa.

            Sentei-me completamente no sofá e puxei-a para cima de mim, com os sacos de gomas.

            De repente a segurança tinha desaparecido. Quando coloquei a mão nas suas costas era as tuas que sentia. E eram mais e mais sentimentos que reprimia. Não conseguia esconder mais o teu rosto. E não sabia o que fazer.

 
            

I'm: madeixa yeah yeah
Song: Look after you

publicado por Marii R. às 18:04

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Maria a 11 de Setembro de 2009 às 18:50
Hi sweety! x)

Óhhh God, vai uma confisão enorme na cabeça de Bill.. não quer separar-se de Allison, mas também não consegue esquecer a Charlotte...

Eu amo tanto, mas tanto esta Fan Fic...é perfeita! :D

Posta mais, sim querida?
Beijinhos muito grandes, dear!
:D


De Maria a 11 de Setembro de 2009 às 18:50
First!

:D


De Ritaa a 11 de Setembro de 2009 às 19:06
Acho tão estúpido o Bill não querer admitir o que sente pela Charlotte. :/ Eu sei que ele não quer magoar a Ally, mas também não pode estar com ela se se sente assim tão atraido em relacção a outra pessoa.
Espero que o Billy tome consciência rapidamente do que é melhor para ele, e admita de uma vez por todas o que verdadeiramente sente. ^^


De Ritaa a 12 de Setembro de 2009 às 19:27
Tens um selo para ti no meu blog. ^^ Passa por lá e vê. (:


De Tommazinha a 11 de Setembro de 2009 às 20:02
Hallo!!!
Oh, tadinha da Allison. Está doente =S
Mas é da maneira que o Bill e a Charlotte se podem aproximar de uma vez.
Sim Mariana tadito do rapaz andas a torturá-lo para quê, até já está a ficar paranóico xD
Quero mais, quero mais e quero maissssssssssssss

Bjão enorme ;)


De mariianna a 11 de Setembro de 2009 às 20:04
Eu quero ver como é que isto vai acabar :O
Gostei deste capitulo :)

Beijinhos


De ztiluak a 11 de Setembro de 2009 às 20:27
desculpa nao comentar o outro capitulo mas ontem nao tive tempo e hoje tive aulas :(

adorei os dois capitulos! A cabeça do Bill esta uma confusao... posta mais!


De Helena Manson a 11 de Setembro de 2009 às 22:13
Oh, tadinho do Bill. Ele gosta da Charlotte mas não quer magoar a Allison. Que querido :3
Posta mais, omfg 8D


De ourfanfiction a 11 de Setembro de 2009 às 23:51
hello my loveee :D obrigada pelo capítulo a serio :D fiquei mesmmo feliz! e desculpa de novo,lool
Tenho tanta pena do Bill, a maneira como descreves o que ele está a sentir, faz me quase chorar. Ele e a Ally são aquele sonho, aquele casal que é perfeito e nao duvido que Bill a ame. Mas por outro lado ele nao apara de pensar na "Pinky". Adoro a maneira como descreves o desespero de Bill. O facto de ele deixar tudo para ir ter com Ally mas so percebendo assim que sente algo pela Charlotte que é inevitável. Mas desculpa a opnião, eu adoro a relação da Ally e do Bill...é simplesmente tão querida :D
Tenho medo de ler Marii , lool tenho medo do que possa acontecer.
como sempre o capitulo está demais. perfeito, lindo, excelenete. as tuas descrições fazem-me pensar :D

Posta mais minha Marii e ah quero ver a madeixa :D
Love you always!
Anica

P.s- acho que esta a tua fic mais cativante. esta muito muito beme escrita!


De Ritiik a 12 de Setembro de 2009 às 02:27
Que coisas vao ali na cabeça do Bill, man Ö
Poor boy =.
E coitada da Ally também 8O
Quero mais!!
Beijinho *


De T'Girl a 13 de Setembro de 2009 às 10:17
meu deus que confusao vai na cabeça do Bill

mas eu até o percebo ele gosta da Charllote mas nao quer magoar a Allison

omg

posta mais está lindo

beijinhos

p.s.: desculpa só estar a comentar agora :s


De Melancia a 13 de Setembro de 2009 às 21:08
Ola! Ai, este capitulo é perturbador e lindo ao mesmo tempo lol. O modo como tu descreves os sentimentos de Bill faz impressao pq quase parece que se sente sofucado pela Charlotte. No entanto, so quero esclarecer, que não o vejo como uma coisa negativa. Gosto muito do modo como o estruturas, pq na realidade é exactamente isso que ele esta a sentir. Este capitulo tambem me pareceu como um sinal de que algo vai acontecer... n sei, digo eu :)

kuss


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online