Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Sábado, 29 de Agosto de 2009

1º Capítulo - Espera por Mim

Hey,

Oh comentários de virem lágrimas *.* mesmo. Sinceramente nem sei o que dizer pah. Obrigada=)

Espero MESMO sinceramente não desiludir com esta... já que gostaram mesmo da última. E como com o comentários descobri que gostam de coisas com muito enredo incluí mais umas coisas nesta fic e mudei outras.

Por isso... espero que gostem e digam o que acham da fic please ;D

Quanto ao visual... aquilo está a dar erro na imagem com uns pixeis devo ter posto umas cenas mal... mas de qualquer maneira vou mudar quando voltar para casa que é na 2ª! (Finally)

BTW - Ontem fui fazer Sky aquatico. Que g-e-n-i-a-l! Acho que vou fazer de novo daqui a 15 dias ^^.


Beijinhos, LY you girls sooo much

Marii K.

 

 

 

Espera por Mim
Fanfic por: Marii K.
Início: 7 de Agosto de 2009
Fim: --------
Estilo: Romance, Drama
 
 
 
 
 
 
 
Capítulo 1
Descobre
 
 

            Descobres o mundo na tua maneira. Confias em quem podes e em quem não devias.

            Descobres o certo e o errado para viveres finalmente, na certeza de um acto.

            Descobres milhares de olhares e corpos. Apaixonas-te pelas aparências.

            Descobres sentimentos a fim de te caracterizares, quando o importante é seres quem és, sem razões nem conclusões.

            Descobres sensações, quando o correcto é senti-las.

            E no fim, não te descobres a ti. Descobres alguém mais importante que a aparência, o certo, o errado, a confiança, os sentimentos, caracterizações ou sensações.

            Descobres a essência. Descobres um anjo.

            E esperas.
 
*
 

            Não se movia um músculo. Não se dizia uma palavra. E para quê? Já sabias tudo, já sabias a história. Já sabias que eras tu, era eu. Éramos um nós, éramos nós.

            Eu descobri-te e agora que preciso de ti, meu anjo. Lembra-te de mim, encontrei-te, perdida, insegura. Encontrei-te.

            Encontra-me a mim.
            Espera por mim.
 
*
 

            No Liceu que parecia ser o mais conceituado, reinava um burburinho. Todos se empurravam para olhar mais uma vez a ordem de entrada, para verificar o seu nome com os próprios olhos, e verificar que estavam realmente dentro do ensino secundário privilegiado.

            E eu que me deitava por aqueles corredores, já sabia que não viria diversão. Não haveria praxes, nem apadrinhamentos, nem ralis, nem festa estudantil. Era um bom Liceu, que se ligaria unicamente ao ensino, promovendo os melhores e deixando para trás, o padrão de um humano simples e vulgar. Sim, era conceituado, e completamente descabido.

            Perguntei-me a mim mesmo o que estava ali a fazer. Ah! É verdade… Allison.

            Para alguém com uns pais tão rígidos que pensam até controlar a vida do namorado da filha, ela era divertida. Era eu. Com longos cabelos castanhos, olhos verdes e um nariz perfeitamente arrebitados. Era a minha Allison, Allison Firth. Filha de Graham Firth, dono de multinacionais.

            O que veria nela era um amor, uma paixão. Que iria durar para sempre. Porque éramos perfeitos, éramos os tais, do Liceu. A quem era devido um certo respeito, talvez pelos anos que já lá estávamos, e pelo ar divertido e superior que Allison usava no dia-a-dia. Ela era conhecida, eu era conhecido. Não havia porquês, assim éramos.

            Dando mais uma olhada aos caloiros, ela pousou a mão no meu ombro e beijou-me a bochecha sem dificuldade. Quase tão alta como eu, tinha a estatura de uma alemã delineada.

            - Vamos? O meu pai está com pressa…
            - Porque não trouxeste o carro?

            - Está a arranjar, o meu pai leva-nos a casa. – Respondeu rapidamente.

            Atirou o cabelo para trás das costas e olhou o relógio.

            - Estamos atrasados.

            Olhando-a naquela perfeita concentração, nem me apercebi do quão mecânicos eram os nossos gestos. Puxei-lhe o queixo para cima e beijei-lhe levemente os lábios.

            - Vamos então…

            Coloquei-lhe a mão em roda da cintura e segui pelo curto corredor de entrada e depois pelos jardins, até constatar a presença do carro vistoso do seu pai. E seguimos todo o caminho até entrar no carro, e deixar o motorista conduzir num silêncio cortante, que sempre se sentia em casa de Allison, ou qualquer sítio que os seus pais habitassem.

 

            - O meu pai cada vez gosta menos quando espetas o cabelo. – Confessou ela.

            Levantei-me da sua cama e olhei-me ao espelho. Afinal há quanto tempo não o fazia? Desde que andava naquele inferno mórbido de liceu que não pintava os olhos ou as unhas, que não espetava o cabelo. Já os piercings tinham sido um caso raro e excedido. Como podiam as pessoas ser tão conservadoras?

            - Há 6 meses que não o fazia Allison…

            Ela levantou-se e vestiu uma camisola larga por cima da pele nua. Rodeou-me e beijou-me o ombro com doçura.

            - Eu sei… Eu gosto quando o fazes. Mas as regras do Liceu –

            - Ainda não começou. Ainda estamos de férias Ally. – Interrompi com um suspiro

            Ela encolheu os ombros.

            - Por mim sabes que o continuarias a fazer – E sorriu, vasculhando então no armário, roupa interior lavada. – Até te podias pintar de cor-de-rosa.

            Aproximou-se de mim e beijou-me os lábios, com a sua habitual maneira de controlar cada movimento. Eu gostava disso.

            - Amava-te na mesma – completou ela.
 

I'm: Sky, sky mais sky! :D

publicado por Marii R. às 14:37

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De SoniaKaulitz a 29 de Agosto de 2009 às 15:11
OMG MArii eu ameiiiii o primeiro capitulo.....ja estou a ver , esta fic vai ser lindaaa.O.O

Heee pah, coitado do rapaz nem cabelo espetado, nem olhos pintados nem unhas pretas, mas que raipo de liceu que tira a personalidade as pessoas?!
Nem deve parecer ele , tadinho ....axeia uma bocado retraida nao? OPahhhh posta mais un ou dois capitulosgostei tantooooo * . *
Bjinhos, como é que es capaz de escrever estas coisas pah? que raiva =)


De SoniaKaulitz a 29 de Agosto de 2009 às 15:14
HEHEHEHEHEHE fui a primeirissima a comentar , huhuhu tou feliz , ha buue que nao era a primeira em nada =)
Até me sinto honrrada por tal coisa, fui a primeira a ler o primeiro capitulo da nova fic, que só por acaso esta absolutamente perfeiterrimo =)


De Maria a 29 de Agosto de 2009 às 15:28
Hi sweety! x)

Ainda bem que postaste, estava tão ansiosa por ler o primeiro capítulo e bem...AMEI! Gostei do modo como a iniciaste, está perfeito...
O Bill sem maquilhagem e sem cabelo em pé durante tanto tempo?? Deve ser um enorme sacrifício para ele! :D
Gostei imenso deste primeiro capítulo e agora quero o segundo! :D
Beijocas muito grandes, dear!
x)


De ztiluak a 29 de Agosto de 2009 às 16:52
para primeiro capitulo esta lindo! ja quero o segundo....


De Helena Manson a 29 de Agosto de 2009 às 17:10
Omg, adorei o primeiro capítulo!
Isto promete!

Posta mais *-*


De Ritaa a 29 de Agosto de 2009 às 18:23
Já não sei como encontrei o blog, mas fico imensamente feliz por o ter encontrado. *.*
Amei completamente a espécie de "reflexo" que escreves no início. :o
E a história parece-me ser tãao interessante! *---*
Como é óbvio, vou acompanhar a fic! ^^


De Tommazinha a 29 de Agosto de 2009 às 20:10
Hallo!!!
Fic novaaaa *.*
É bastante claro que tu mudaste um pouco a forma de escrever. Esta é uma escrita mais cuidada, mais diversificada em termos de vocabulário. Gostei mesmo, principalmente das tuas reflexões no início do capítulo =D
A história parece-me muito gira e achei piada entrares na pele de Bill em vez de outra personagem.

Ameiiiiii mesmo a nova imagem do blog, está excelente.
Escreve +++++++++++++, está tudo perfeito ;)

Bjão grande


De Maupa a 29 de Agosto de 2009 às 20:12
Hey! ><
Finalmente apanho uma fic's tua no inicio. Uffa. xD
Tenho tentado ler e prontossss. :$
Agora aqui estou eu. ^^
Adiante o comentário em si...
Adorei a introdução, fantástica. Dá um começo atractivo e faz-nos pensar o que sairá daí.
Quanto á história, ... Acho que é muito cedo para falar... Mas tenho um palpite que aqueles dois vão passar por muito por ele ser como é... Não sei, não sei... Fico á espera.
Beijinhos.
(vou de férias não post's muito. xDD)


De a 29 de Agosto de 2009 às 20:14
Hey :D
Opah, eu amo tanto as tuas reflexoes *----*
Tão lindoooooo :DDDDD
Quero maiiiiiiiiis, siiiim? *----*
Muitos beijinhos*


De Caroll a 30 de Agosto de 2009 às 13:45
Olá meu amor =D

Eu já tinha lido este bocado *-*
E disse-te logo que era perfeito e que toda a gente ia adorar.
Menti-te?
Aha, claro que nao, eu nunca te mentiria, e sabes muito bem disso.
=)

Quanto à outra fic, eu perdi completamente o fio à meada, já me actualizei, e acho que tu sabes qual é a minha opinião.
É sempre a mesma x)

Vou ler o proximo capitulo.

Amo-te eternamente, meu anjo <3


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online