Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Quarta-feira, 19 de Agosto de 2009

30º Capítulo - Odeio-te a Ti

Hey,

Finalmente mais comentários ^^ Obrigadaa

OMG OMG OMG vocês não têm noção da minha cara quando chego aqui à net (que tem de ser muito rápido para não gastar) e vejo a Automatic :O

Tipo...desato aqui aos saltos e depois não sabia o que havia de fazer para a tirar e blablabla tipo bloqueio cerebral xD mas lá instalei o aTube Catcher e puff. Mas bolas, estou parvaaa! Acho que até chorei um bocado de felicidade xD

E adorei a música, já ouvi dizer mal dela e já ouvi dizer bem... Eu adoro simplesmente, e superaram as minhas expectativas.

 

Beijinhooo,

Marii K.

 

 

Trinta
Segredos e Protecção
 
 
“- Não podemos deixá-lo sem notícias.
Tom assentiu com a cabeça, concordante, e então atirou o telemóvel pela janela.
- Agora podemos, não temos maneira de o fazer
Megan engoliu em seco. Olhou para Tom mais uma vez e avistou a luz das ambulâncias.
- É teu irmão, é meu melhor amigo.
- Nem sobre o efeito da droga ficas menos controladora? – Perguntou Tom.
Deitou-se sobre a cama de Megan por breves segundos, e de repente, como se um furacão tivesse saído de si, atirou o candeeiro e todos os objectos que quedavam na mesa-de-cabeceira.
- Não acredito que fiz aquilo!
E Megan eclodiu num pranto, empurrando o seu corpo para a frente e para trás, sem olhar para Tom, decidiu:
- Não vamos contar ao Bill.
E o doce rapaz beijou-lhe a testa, ainda que agitado.
- Nunca.”
 
E foi nesse momento da manhã, que se levantou da cama, e pegou no telemóvel, dirigindo-se ao exterior da estalagem. Não iria repetir a história de há uns anos atrás.
Com a roupa do dia anterior, só ao sair a porta é que se apercebeu que o ar lá fora era bem mais fresco, nada comparado com o cheiro a suor e cansaço que eles inalavam de si próprios.
Não deixou bilhete, não deixou nada. Talvez porque estivesse com medo que Tom a inibisse mais uma vez de contar a verdade. E vendo as coisas deste ponto, nesta idade e com mais maturidade, apercebeu-se que iria estragar a maior amizade que encontrara e jamais encontraria no mundo.
- Estou?
Ouviu a voz ensonada do melhor amigo do outro lado da linha, e logo a garganta se engrossou, parecendo completamente incapaz de formar uma única palavra.
- Estou? – Repetiu Bill.
- Sim – Murmurou.
- Megan! Onde estás?! Estás bem?! Estás com o Tom?!
As perguntas não eram feitas umas por cima das outras, pareciam por outro lado, muito ensaiadas. E Megan relembrou que tinha realmente uma série de mensagens de voz para ouvir, que deveria mostrar o discurso extensivo e preocupado de Bill.  
- Estou…bem. O Tom também está bem – começou por dizer, ainda em voz baixa.
- O que vos passou pela cabeça?! Eu preciso de falar contigo Megan, preciso mesmo, já viste os jornais?!
- Sim, eu… sei que o caso da minha mãe foi aberto.
- E eu preciso de falar contigo – ele repetiu
Megan sentiu um nó do estômago, ao pensar na mísera e improvável hipótese de Ginger ter ido falar com ele depois de toda aquela conversa tensa, e lhe ter contado todo o sucedido, palavra por palavra, acto por acto.
 - Porquê? – Conseguiu ainda perguntar.
- Porque preciso que conheças uma pessoa…
- Ah! – Talvez tivesse soado demasiado aliviada, mas era-lhe tão difícil disfarçar os sentimentos. – Mas eu não posso ir ai Bill. E também, temos de falar sobre muitas coisas.
- Então?! Onde estás?
Ela revolveu o cabelo empastado com os dedos e virou costas ao vento, indicando todo o caminho que tinha percorrido até à estalagem, pediu urgência na visita e não indicou razões ou justificações para estar tão longe de casa apesar de ele lhas ter perguntado. E conformado, deixou-lhe a promessa que iria sair naquele preciso momento.
- Meg… - chamou, já com o dedo sobre a tecla vermelha.
- Sim
- Vais-me contar? Finalmente?
Ela não respondeu, mas era como se assentisse com a cabeça, e Bill sabia disso.
- Estou aí num instante, adoro-te.
E desligou a chamada, com a palavra carinhosa que proferia tantas vezes, mas que nunca tinha significado tanto para Megan como agora.
- Ele vem aí?
A voz rouca de Tom nas suas costas sobressaltou-a, mas ele envolveu a cintura de Megan com os braços, tranquilizando-a, e beijou-lhe a face, apoiando-lhe o queixo no ombro.
- Vem… Eu não aguento isto sem ele Tom, sem ele saber
- Está bem…
E fechou os olhos contendo todo o medo, de não ter tempo de avisar o irmão para não utilizar o nome de Madeleine em circunstância alguma, visto que se ele o dissesse, não perderia só a confiança do irmão, mas também de Megan. Era só segredos que ele guardava, e porquê?
Para os proteger – Tentou convencer-se.
 

 

 

 

 

I'm: demoniac
Song: AUTOMATIC *.*

publicado por Marii R. às 15:20

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Joanne a 19 de Agosto de 2009 às 15:54
Omg, eu adorei este capítulo!
Espero que eles finalmente contem ao Bill, porque quando o Bill souber é sinal que eu também vou saber acho eu xD
O Tom é tão fofinho que eu não acredito que ele tenha morto alguém ;_;
Mais, mais mais *--*
Beijinho


De Joanne a 19 de Agosto de 2009 às 15:55
Eu disse que ia ser a primeira! wee :D


De Anne a 19 de Agosto de 2009 às 16:42
Ela vai contar para ele....
gosteiii


De Maria a 19 de Agosto de 2009 às 17:10
Hi sweety! x)

Vão contar tudo a Bill...penso que é a melhor solução e penso que Bill vai apoiá-los e ajudá-los a escaparem a esta situação!
O Tom é demasiado boa pessoa, preocupa-se muito com a Meg e com o Bill...tem um coração de ouro e eu admiro-o imenso! :D

Quero mais, sim querida?
Beijocas muito grandes, dear!
:D


De a 19 de Agosto de 2009 às 19:00
Hey :D
Eu já ouvi imensa gente a criticar a automatic, mas na verdade eu amo-a mesmo *---* fica na cabeça de uma maneira ^^ Agora só quero que saia o album *---*

Como será que o Bill vai reagir quando eles lhe contarem tudo? Quero sabeeer *w*
Quero maiiis :D
Beijinhos


De Tommazinha a 19 de Agosto de 2009 às 22:47
Hallo!!!
A Automatic é lindaaaaaaa *.*
Eles voltarão em grande, como sempre =D

Isto está a ficar mesmo apertado para o Tom e a Megan, coitados =S
Estou para ver a cara do Bill quando souber.
Escreve ++++++++

Bjão grande


De Helena Manson a 19 de Agosto de 2009 às 23:31
Aaaaaaaa, adorei *.*
Eles vão falar com o Bill *.*
Mais (:


De Caroll a 20 de Agosto de 2009 às 00:08
Hey bidadari @

entao, ponto de situaçao:

- Eles mataram alguém. E mais do que uma pessoa.
- Nao faço a minima ideia porque.
- Eles mataram o pai da Madeleine e a mae da Megan, pelo menos --'
- Fizeram isso por amor.

De resto, estou às brancas --'
Quero maaaais *w*

Amo-te <3

PS: Quando fores ao MSN, diz qualquer coisa =)


De SoniaKaulitz a 20 de Agosto de 2009 às 14:13
Omg eu acredito na tua cara de parva ao ouvires a Automatisch, eu fiz uma muito parecida de certeza ...lool.
Tou taum orgulhosa de ser fã deles , mesmo tenho a certeza que eles desta vez vao rebentar cm td cm este album, n vai restar pedra sobre pedra, tou felizzzz.
Agora o capitulo......eu gostei tanto , o Tom sempre taum compreencivo pah1 coisa mais mais fofi .
posta mais k kero ler ler e ler. küss


De Melancia a 22 de Agosto de 2009 às 16:19
Hallo! Eu nestes ultimos posts so tenho falado do Tom, coitada da Megan lol. No entanto, a persongem dela tb é especial, alias este capitulo comprova-o. Ela vive consigo aquele medo, e pretende expo-lo ao seu melhor amigo. Esta cansada de esconder, e apenas pretende explodir de uma vez, embora conheca as consequencias. Ameiii o modo como estruturaste as reaccoes de ambos. Compreendem-se mas n necessitam de palavras para o demonstrar. A cena final, como terminaste o capitulo revela isso mesmo. O tom cedeu a decisao de Megan em contar ao Bill pq sabia que era o mais correcto, mas a inseguranca voltou, alias ela nunca desapareceu!

kuss


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online