Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Quarta-feira, 8 de Julho de 2009

13º Capítulo - Odeio-te a Ti

Hey,

Eu sei que não são horas para postar...mas os comentários também foram poucos e coiso...

Gosto do capítulo! E é para a estrelinha, assim como a música.

 

Hope you all like it

 

Beijinho

Marii K.

 

 

 

Treze
Odeio-te cada vez mais
 
 
            Ele tocou na sua face lentamente, deslizando o dedo pelo seu maxilar, desceu pelo pescoço e passou a mão por todo o seu peito. Só ele sabia como tremia por a sentir desta forma de novo. O coração dentro do seu peito tentava saltar cá para fora, as respirações eram tão ocultas, eles não queriam interromper nada.
            Desceu a mão pela sua barriga, enquanto olhava os seus olhos brilhantes de lágrima.
            - Não tiveste culpa. – A sua mão continuava a deslizar pelo seu corpo a uma velocidade lenta – O plano não era aquele, nós não queríamos matar a tua mãe, não queríamos matar…
            Ela parou para olhar a sua mão, que afagava a pele da barriga que o top engelhado não cobria. Olhou para ele e sorriu nostalgicamente, passou os dedos pelas têmporas de Tom e encostou de novo a cabeça ao seu corpo.
            - Não queres ir lá para dentro? – Perguntou ele.
            - Não.
            Ambos se calaram, olharam pela janela um grupo de rapazes passar, e Tom aproveitou para contemplar mais uma vez o rosto de Meg. Passou o polegar secando uma lágrima e ela fitou Tom com atenção.
            - Tu odeias-me?
            Megan voltou ao seu mundo, baixou as mãos e ficou calada por uns segundos, até descarregar os seus sentimentos de todos aqueles anos.
            - Odeio Tom. Odeio-te tanto como me odeio a mim. Por termos feito aquilo, por termos provocado a morte de 2 pessoas inocentes e… - parou para fungar – eu podia ter sido feliz entendes? Eu iria ser feliz como tu és, com o teu irmão! E tens pais separados… Eu podia ter sido feliz. Mas não o fiz, preferi ir por caminhos que ninguém escolheria.
            - Nós éramos diferentes, achávamos que podíamos controlar muita coisa. – Defendeu ele – Foi uma escolha mal feita, foi a pior que alguma vez fiz, também me sinto mal, sinto-me mal porque fui que te deixei fazer, fui eu que sabotei os travões, fui eu Megan, não tu. Não te odeies a ti.
            - Passei estes anos a odiar-te, já chega, não achas? – Olhou-o inocentemente, com as pernas sobre as dele.
            Ele colocou o polegar, sobre a sua face e entrelaçou os dedos no seu cabelo, colando os lábios delicadamente, e abrindo-os com paixão, apenas para sentir o seu doce sabor. Acariciava a sua língua lentamente, num beijo que nunca iria acabar, se ela não se deitasse no banco, esperando por mais, com um sorriso leve nos lábios.
            - Odeias-me? – Perguntou ele, deitado sobre ela, falava sobre os seus lábios.
            - Cada vez mais.
            Beijou-a de novo, fugazmente, subindo a mão pelo top, a sentir a sua pele arrepiada. Megan perdia o controle, tudo o que lutara para se manter longe dele, tal como o pai lhe pedia, era agora em vão. Tudo tinha chegado a um extremo, e eles não aguentavam mais a distância, a ignorância de sentimentos.
            Despiu a t-shirt de Tom e ele beijou-lhe os lábios com mais força, com mais desejo. Levantava o top enquanto beijava delicadamente a sua barriga, passando o umbigo e centrando-se nos seios, retirou a peça de roupa rapidamente. Massajou-lhe o peito enquanto Meg suspirava com os dedos emaranhados nas rastas, retirou-lhe bruscamente o boné, deixando a fita para as segurar.
            Com dificuldade desapertou o soutien e deixou-o cair para o chão num único golpe, desesperado por mais contacto, para a poder sentir de novo. Tudo o que queria era apagar a saudade. Era paixão e alegria o que sentia, além do desejo. Quando sentia as mãos delicadas da rapariga percorrer-lhe as costas, lembrava-se da quantidade de vezes que sonhava com isto. Mas a realidade era tão melhor.
            Megan sabia que por baixo de todas aquelas máscaras para se manterem fortes, eles estavam completamente apaixonados. Desejando mais um do outro do que alguém possa imaginar. Eram um do outro desde há muito tempo. Nunca o tinham deixado de ser, desde que sorriram pela primeira vez no parque, com três anos de idade.
            - Promete-me que ficas comigo. Não me deixes afastar-te, nunca mais. – Murmurou ao seu ouvido com a respiração acelerada.
            - Prometo-te Meg, para sempre.
            Ela deslizou as mãos e fez as calças descerem rapidamente. Enquanto Tom se chegava mais para a frente para as retirar completamente, juntamente com os boxers, Megan fez o mesmo à sua própria roupa e puxou-o para si. Beijou-lhe o pescoço e o ombro, deixando toda a saudade actuar sozinha. Quando Tom se movimentou, lento, delicadamente e com cuidado dentro de si, lembrou-se como se tinha apaixonado pela sua graciosidade, pelo seu sorriso, pelos seus olhos meigos.
            Beijou-o com mais força, deixando-se ser consumida pelo desejo dos movimentos de Tom. Gemia de prazer e felicidade, sentindo o amor tão quente no seu coração.
           
           
 
 
     P.S.: Falo amanhã sobre a minha ausência para a semana que vem. LY all     

publicado por Marii R. às 23:59

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Ritiik a 9 de Julho de 2009 às 00:14
Hey!
Acho que finalmente percebi !! Ö
Miracle ehehe
OMT Eles sexara, hm, perdao... fizeram amor :)
Foi tão bonito *g*
Eu adorei, Mariana :')
maaais
Beijinho *


De Caroll a 9 de Julho de 2009 às 00:23
Oh, a minha menina escreveu pornografia pela primeira veez *q*

E foi logo para mim!!
ÉS A MAIOR!
Consegues surpreender-me cada vez mais, mesmo quando penso que é impossivel.

O capitulo está aquela maravilha que só tu consegues escrever, mesmo tipo:

S.E.M. P.A.L.A.V.R.A.S.

Mais mais mais *q*

Amo-te enernamente, completamente, literalmente, com todo o meu coraçao, para todo o sempre, até ao infinito e mais além, etc x)


De Caroll a 9 de Julho de 2009 às 00:24
Esqueci-me de uma coisa xD

Esta musica é para pôr a minha prima perversa aka Ritinha a gaitar u.u

A musica é perfeita, mas coise, tu sabes isso ;D


De mariianna a 9 de Julho de 2009 às 00:56
Wiiiiiii ! Elees mataram , e logo 2 pessoas :O
Eu sei que não devia ficar feliz por isso mas eu sou esquesita ^^
Eles sexaram *-* Obáá !
Gostei mesmo do capitulo !!!

Vais-te ausentar ? Não podes !

Posta maiiiiis

Beijinhos,
Marianna


De Joanne a 9 de Julho de 2009 às 01:26
Ok, eu ainda estou um bocado parva com este capítulo e de sorrisinho estupido na cara, mas vou tentar dizer alguma coisa de jeito x'D
Pois, tal como eu desconfiava a mãe dela morreu por causa deles. Agora resta saber era quem é que eles pretendiam mesmo matar. Killers xD =O
E é impressionante como é que tu consegues descrever uma cena mais picante, com tanto amor. É que não foi só sexo, foi mesmo amor. Ai eu fico mesmo babadinha quando leio estas coisas *--* É o que eu digo, só tu é que consegues deixar-me assim, só tu! :D

Posta mais ^^
Beijinho


De tita a 9 de Julho de 2009 às 01:50
sex time xD omg k tiham matado alguem agr duas pessoas? bjs


De Maria a 9 de Julho de 2009 às 09:23
Hallo querida! ^^

OH God...este capítulo deixa-me completamente babada! ...amei simplesmente!

Já percebi mais coisas desta história toda...mas eles estão juntos e felizes!

Eles fizeram amor...que sweet...amam-se completamente! xD

Quero mais, querida! Pleaseeeeeee ^^

Kiss muito grande, dear!
xD


De Tommazinha a 9 de Julho de 2009 às 09:46
Omg *.*
Ta tao lindo o capitulo!!!
Foi dos q mais gostei ate agora =D
A cumplicidade q ha entre eles e tao forte...agora nd os vai separar.
Mas como e q a mae morreu por causa deles? Hum...isto continua misterioso!
Quero ++++++++++

Bjao grande ;)


De a 9 de Julho de 2009 às 10:33
Hey :)
Tão lindo este capitulo *___*
Eles amam-se, la la la ^^
Ai, afinal eles mataram 2 pessoas? Devem-se sentir pouco mal, devem =/

Quero maiiiiis :D
Beijinhos


De Sofia a 9 de Julho de 2009 às 15:20
Wou!!! Ta lindo!!!

Leitora nova :)

Eles mataram a mae da Meg? e mais kem?

*- Odeias-me? – Perguntou ele, deitado sobre ela, falava sobre os seus lábios.
- Cada vez mais.* ta complicado isto, ela odeia-o mas deseja-o ;)

*Megan perdia o controle, tudo o que lutara para se manter longe dele, tal como o pai lhe pedia, era agora em vão.* o raio do pai n os ker juntos :(

*- Promete-me que ficas comigo. Não me deixes afastar-te, nunca mais. – Murmurou ao seu ouvido com a respiração acelerada.* axo k 4anos foi muito tempo

Ahhh eles sexaram. ;)
Finalmente se resolvem entender

Posta mais
kiss





De SoniaKaulitz a 9 de Julho de 2009 às 17:37
Omg k capitulo lindo pah! Tou parva ta tao bem escrito tao mas tao .......eles mataram a mae dla e a irmã ou irmao? MAs pke sabotaram os travoes n percebi bem mas fika pa proxima ...olha simplesmente amei este capitulo.....a parte porno tb gostei opa es demais mezmo n tenho palavras miuda ......ta demais continua =)


De nesa a 9 de Julho de 2009 às 20:29
Olá!

Foram eles que mataram a mãe dela...
Mas eles gostam um do outro *.*
Descreveste tão bem o que eles fazem...até as partes mais 'perversas' consegues descrever em perfeição!

Está lindo *.*

Beijinhos


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online