Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Sexta-feira, 3 de Julho de 2009

9º Capítulo - Odeio-te a Ti [Editado]

Hey (again)!

Estou atrasada, eu sei... mas ninguém refila porque o capítulo é enorme! (giganteza xD)

Capítulo para:

Tommazinha

Marianna (sim, outra vez xD)

Caroll (estrelinha, estrelinhaaa)

 

~~~~

Editado

 Não és burra Melancia xD acho que ninguém está a perceber o que se passa na fic, e é esse o objectivo. A tempo percebem tudo, ok? =)

E obrigada pelos elogios ^^ queridaaa

~~~~

 

Beijinho@

 

 

P.S.: Thaís, esquecime de dizer... és do Brasil, wow *.* leitoras de longeee =D

P.S.2.: Leitoras novas, vou dar de novo o meu mail para quem quiser ;D : marianaesparguete@hotmail.com

 

Marii K.

 

 

Nove
O rio leva (a) tudo
 
 
            Depois de ter colocado a toalha e o protector na mala, abriu a porta do quarto do pai silenciosamente para verificar que ele já saíra. Entrou, fez-lhe a cama e levou a roupa suja para o cesto. Num acto irreflectido, endireitou a fotografia da mãe que jazia na mesa-de-cabeceira, passou o dedo trémulo pela barriga da figura e depois voltou costas. Saiu de casa e conduziu em direcção ao rio.
            Ignorando outros pensamentos, só imaginava Tom, com um rosto impávido, esperando-a junto do rio. Estremeceu e finalmente estacionou o carro. Olhou a água brilhante e encostou a cabeça, observando toda a paisagem, esperando Bill e o resto dos amigos.
            Não demorou muito tempo até o seu pensamento se dirigir à situação do dia anterior. Já via de novo o rosto desapontado de Bill, reconhecendo de novo que ela tinha um segredo. Um segredo apenas para com ele.
            Encheu-se de tristeza ao repensar como seria estar no seu lugar, sem compreender nenhum sinal, ignorando desaparecimentos e mazelas da sua melhor amiga. Tentar sobreviver a um ódio entre duas metades da sua vida. Sustentar uma amizade assim era algo inimaginável.
            Mas ele não compreendia o resto, ele não sabia que cada dor que Megan sentia e sofria, era merecida. Pelo menos no ponto de vista da sofrida rapariga.  
 
 
            Quando ambos saíram do carro, olharam para a rapariga de olhos fechados e unhas cravadas no volante, que tinha à sua frente. Não era a melhor amiga de Bill, não era aquela por quem Tom sofria um enorme fascínio. Era uma rapariga amedrontada, tentando atirar os pesadelos e maus pensamentos para um buraco bem fundo.
            Ambos os gémeos conheciam aquela expressão, mas apenas um sabia a razão. Tom inspirou fundo e começou a seguir para o rio. Atirou com a toalha e camisola que despiu de seguida para a relva e correu para a água, afundou bem fundo a cabeça. Tentou tirar a imagem perturbada de Meg da sua mente.
            Assim que veio à superfície, estava ela a descer o caminho para o rio, sorrindo dos gritos de Bill.
            - E depois ela atirou-me para o chão! Eu fiquei totalmente passado… desde quando uma rapariga consegue fazer isso?! – Gritou ele.
            - Não és propriamente a força em pessoa Bill. – Respondeu Megan, com um sorriso.
            - Hey! Mas ela é uma besta, ainda bem que a minha mãe a mandou de volta para casa… - amuou. – Mas o Tom achou-lhe muita graça… serem primos não era possivelmente um problema.
            - Teve tempo para essa merda toda ontem?
            - Yap. – Disse de imediato.
            O olhar de Bill percorreu o rio e de repente começou a sentir uma presença nas suas costas, voltou-se e Ginger saltou-lhe para cima.
            - Billy! Vamos para a água!
            Cravou-lhe as unhas vermelhas no peito e ele gritou de dor, correu para a água com a t-shirt vestida e atirou Ginger para a água, de vestido e com as sandálias.
            - Primeiro despias-me, não?! – Exaltou-se, enquanto nadava para junto de Tom.
            Megan soltou um suspiro e olhou para os amigos que corriam todos para a água, olhou para Kyle que ainda despia a t-shirt e sorriu de satisfação. Empurrou-o para a água e saltou-lhe para as costas também, enquanto isso, desejava ardentemente que Tom a estivesse a olhar, e estava. Magoado e rodeado pelos braços de Ginger, só direccionava o olhar para Meg.
            Bill tirou a t-shirt, atirou-a para a borda de água e nadou até Megan, sorrindo e ignorando Jody amuada atrás de si, por este não querer “brincar”.
            - Então, deste tampa à menina? – Perguntou Megan, tentando equilibrar-se sentada nos ombros de Kyle.
            - Para o que ela quer tem o meu irmão aos sábados. – Disse Bill decidido.
            - Pois tem, e aposto que também o podia ter noutros dias…ele é que está ocupado em ceifar a vida as pessoas.
            - Não sejas má Megan. – Replicou Bill, sobre o riso de Kyle.
            - Eu não! – Disse inocente. -  Ele apenas…
            De repente perdeu Tom de vista, olhou para todas as direcções do rio, fixou o olhar em Ginger que se aproximava de Jody, já distraída e de repente sente o seu corpo ser puxado para trás.
            - Louis! – Apenas teve tempo de gritar, enquanto caía de costas na água fria.
            Uma mão agarrou-a pela cintura debaixo de água, puxou-a e quando veio à superfície, conseguiu aperceber-se do rosto limpo e de nariz arrebitado na sua frente.
            - Achavas mesmo que era o Louis? – Murmurou Tom.
            - Não sei. – Disse, engolindo em seco.
            Os risos de Bill eclodiam no rio, acompanhados dos de Kyle.
            - Olha Bill, vai brincar com a Jody e leva o Kyle contigo ok?! – Gritou Tom exaltado, para poder falar a sós com Megan.
            Bill levantou os braços em sinal de rendimento e sorriu, matreiro, arrastando Kyle atrás de si.  Ambos foram ter com Louis que ainda estava deitado na relva, esperando que o pior pudesse acontecer e fosse forçado a entrar nas brincadeiras na água.
            - Meg. – Disse Tom de imediato, puxando de novo a atenção para si.
            - O que foi desta vez?
            - Não tens telemóvel?
            - Parece que não. – Disse Megan encolhendo os ombros.
            - Qual é a tua afinal?
            - Sei lá, pergunta isso à tua prima ranhosa. – Desviou o olhar e começou a andar vagarosamente até à margem.
            Repentinamente, foi impelida para trás com um braço na cintura, como tinha ele o hábito de fazer. Viu os seus lábios esmagados contra os de Tom e fechou os olhos em prazer, enquanto batia bruscamente no seu peito nu, bem definido.
            Era o sabor da mistura quente do ódio e atracção
.    
 
           
Song: Before Lobotomy - Green Day

publicado por Marii R. às 19:04

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Tchissy.K a 3 de Julho de 2009 às 19:25
Double O.M.G

'' Repentinamente, foi impelida para trás com um braço na cintura, como tinha ele o hábito de fazer. Viu os seus lábios esmagados contra os de Tom e fechou os olhos em prazer, enquanto batia bruscamente no seu peito nu, bem definido.
Era o sabor da mistura quente do ódio e atracção''

Isto está lindo mesmo lindo tens geito....para escrever imenso....

Adoro quando o tom faz esses tipos de cenas.....
essa é uma das poucas fanfics que não é twincest q leio e gosto....( sabes é que eu gosto mesmo mto de twincest, é que vai além do imaginavel...)

Eles têm de resolver esse probelam já.....
quero mais..lol.....hije postas duas vezes o q é o maximo.....

á mais uma coisa desculpa lá não ter andando a comentear a fic...mas prometo tentar comentar daqui adiante esta fic...
bjo



De a 3 de Julho de 2009 às 19:34
Hey :)
Obrigada pelo capitulo ^^
Eles beijaram-seeee *__*
Finalmente =P
Quero mais ^^
Beijinhoos


De mariianna a 3 de Julho de 2009 às 19:48
O capitulo é meu, again *duplamente felizzz :DD*
Adoreii este capitulo, principalmente o final, GOD +.+
O Bill é fraquinho, toma toma toma xD *mas é meu *-* *
Quero mais capitulos assim, BONS e GIGANTES ^^

Beijinhos,
Marianna

P.S. Vou-te adicionar ^^


De Melancia a 3 de Julho de 2009 às 20:01
Ahhh! Marii agora estou envergonhada! Puseste o meu comentario ali lol! Nao tens de agradecer, as tuas fic´s sao lindasss! Eu penso que ja estou a perceber :D
O capitulo está lindoooo, amei! Nem sabes, o modo como o estruturaste esclareceu me bastante, a forte relacao entre ela e os gemeos! Embora ja tenhas dado enfase nesse sentido, consegui organizar as ideias melhor neste! Obrigada :D So mais uma coisa, ameii o modo como tu descreves as reflexoes dela, alias as atitudes dela revelam a dor que sente, o estado alterado dela é bem evidente e notorio! Amooo a personagem de Tom! É visivel que sente talvez o mesmo que Megan, no entanto esconde porque tem medo da reacção de outrem ou simplesmente porque pretende esquecer o passado e, a unica maneira é evitando o! O mesmo se sucede com Megan...ela tenta pacificar a dor ao evitar Tom! O modo como terminaste o capitulo, god! Quero maisss!

küss


De Tommazinha a 3 de Julho de 2009 às 20:11
Hallo!!
Obrigada pelo capítulo Marii ;)

Ai Gosh!!!
A Megan e o Tom beijaram-se no local mais romantico onde podia ter acontecido!!
Tao fofos ^^

Mais uma vez digo que esta fic é perfeita. Cada palavra, cada descrição, cada sentimento...
Amo cada vez mais a maneira cm tu escreves!
Tens um talento enorme para a escrita e isso reflecte-se no teu vocabulário. Eu sinto que tu vives o que estás a escrever e isso é simplesmente fantástico ;)

Quero++++++++++++++

Bjao grande ;)


De tita a 3 de Julho de 2009 às 20:15
o tom matou alguem... com ajuda de alguem, e o que eu axo.. escreves muito bem nina


De Maria a 3 de Julho de 2009 às 21:17
Hallo querida! ^^

Bem eu ainda só descobri uma coisinha, mas deixo isto avançar e vou saber tudo a seu tempo! ^^

"...endireitou a fotografia da mãe que jazia na mesa-de-cabeceira, passou o dedo trémulo pela barriga da figura e depois voltou costas." Isso de ela ter passado o dedo pela barriga da figura da mãe na fotografia tem algo a ver?? Será que a mãe dela....bem depois logo se vê se é verdade ou apenas imaginação minha! xD

Amei este capítulo mais que tudo...o Tommy beijou-a! Fiquei tão feliz que até deitei algumas lágrimas! É perfeito! Apesar de todas as coisa que aconteceram no passado e que fazem com que a Meg esteja magoada com Tom...acho que eles deviam ultrapassar isso tudo e ficarem juntos! É injusto estarem separados, quando existe algo tão forte entre eles!
Agora estou ansiosa por saber a reacção de Meg em relação ao beijo! Provavelmente vai reagir mal!

Quero mais, querida! Pleaseeeeeeeeeeeee! ^^

Kiss muito grande, dear!
xD


De ana k a 4 de Julho de 2009 às 00:07
wow wow wow...
os ultimos 2 paragrafos estao espetaculares.. e so baba e delirios de tantas vezes o ler e reler xD
se continuas assim vou passar os dias em frente ao pc à espera que postes xDD
bjos


De Thaís a 4 de Julho de 2009 às 00:46
Eu ainda não estou a perceber tudo. Mas tem alguns pensamentos em mente !
Estava sem internet, então só pude vir agora xD
OMG adoro quando Tom faz isso! mata-me
A fic está ficando muito boa menina, muito mesmo !
Posta, posta,posta


De Ritiik a 4 de Julho de 2009 às 00:48
Hey!
Desculpa nao ter comentado o anterior mas nao estive cá -.-' Ou nao vi ou cena assim...
mas já li tudinho !! :DD
OMT eles beijaram-lhe *g*
Este Tom deixa-me orgásmica *|*
heheeh
Maaais
Beijinho *


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online