Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

6º Capítulo - Odeio-te a Ti

Hey

OMG

Eu devia ter-me atirado da ponte Vasco da Gama quando passei por lá há tipo...45 minutos --' (vinha do Algarve)

A ver o pavilhão atlântico ; (

 

Sem comentários...como eu queria voltar um ano atrás.

 

About the fic... OMG isto diverte-me tanto vocês não saberem o que ele fez xD xD (sim, sooa um bocado mau..mas até tem piada xD) Pode ser que percebam alguma coisinha neste..mas eu sei que é difícil apanhar =), acho que é isto que torna a fic um bocado diferente. Estou sempre com uma atenção desgraçada a escrever e a tentar não me deixar levar pelos vossos comentários fofinhos e dizer de uma vez por todas o que se passou x).

 

 

 

Beijinhoo@

 

Marii K.

 

 

 

Seis
Não assim…
 
 
            Megan respirou fundo repetidamente. Arranjando fôlego para deixar a raiva e se despedir educadamente de Bill. Sabia que ele não fizera aquilo por mal, sabia como ele reagia mal a segredos, e talvez tudo isto fosse demais. Bill tinha um coração enorme, o maior que ela já vira, mas nem o mais forte aguenta uma amizade tão forte com uma barreira tão grande. Mas ela esforçava-se cada vez mais. Não o queria deixar daquele modo, não queria desistir de algo que sempre fora tão importante.
            Não queria cometer o mesmo erro que tinha cometido com Tom. Sim; agora admitia ser um erro, depois de ter observado aqueles olhos de tão perto, foi invadida pela saudade de os olhar tão frequentemente, que adivinhasse o brilho que iriam tomar. Queria que os olhos cintilantes de Tom não lhe fossem tão surpreendentes. Queria de novo a amizade. Mas a raiva mandava-a abaixo, cada vez que via o seu sorriso ténue por a irritar, quando ele se apercebia que a afectava de tantas formas. Queria apenas esganá-lo, mas apressava-se a fugir, tal como a primeira vez no cemitério.
            A porta abriu-se, e foi apenas nesse momento que ela deu conta que não a tinha trancado, pois não havia trinco naquela velha casa de banho há muito, muito tempo. E ela sabia perfeitamente quem o tinha arrancado da superfície gasta da ombreira da porta.
            Virou costas à figura que entrava e suspirou. Parou de respirar, esperando um toque a qualquer momento; e ele chegou. Uma mão caiu sobre o seu ombro, e ela estremeceu, voltando a respirar atabalhoadamente.
            - Não faz mal… Eu entendo a maneira de te comportares assim…
            O seu outro ombro foi preenchido, e o gotejar dos seus olhos tornou-se mais pesado, mas não chorou. O seu corpo foi virado e fechou os olhos, para tornar o abraço mais intenso. O que não esperava era aquele cheiro, aquele peito mais definido, uns braços ligeiramente mais fortes e um tecido bem mais fino do que o casaco de cabedal de Bill. Afastou-se rapidamente, mas Tom continuou com as mãos sobre os seus ombros.
            - Tom! – Gritou, tentando soltar-se.
            O gémeo mais velho encostou-a à parede e olhou-a de novo. Afastou de novo a franja ondulada e observou a cicatriz ainda de mais perto, desceu para os olhos, para o nariz arrebitado e para os lábios de uma cor viva natural. Nessa altura, já Megan estava imobilizada, tremia em toda a sua superfície.
            - Desculpa Meg… -murmurou.
            Os olhos de Meg estavam quietos, perdidos de medo, ansiedade e fascínio. Uma mistura tão rara, e realmente única.
            - Deixa-me… - a voz tremia-lhe tanto que as palavras deixavam de coagir – tenho de… deixa-me sair Tom, deixa-me ir.
            A mão de Tom deslizou pela sua face. Se Megan não o conhecesse, diria que era um tímido acto de carinho.
            - Por favor Tom?
            Ele afastou-se do seu perímetro, e ela conseguiu dar dois passos até à porta, antes de ser interpelada de novo.
            - Meg… Porque não tratas a Ginger da mesma maneira que me tratas a mim?
            - Achas que ela merece? – Megan elevou o sobrolho e rodou a maçaneta.
            - Não, tal como eu que… - não teve coragem de continuar. – Deixa-me tentar Meg. – Pediu sinceramente, enquanto a tentava tocar de novo com as pontas dos dedos.
            - Não Tom, não assim…
            - Assim? – Perguntou desentendido.
            Ela engoliu em seco e saiu para o corredor.
            - Nós não somos amigos.
            Atravessou a corredor e observou Bill, sentado na sala, e que se levantou imediatamente quando a viu entrar na divisão.
            - Meg, desculpa.
            Ela foi ao seu encontro e abraçou-o, deixando para Bill todos os sentimentos que fluíam há segundos atrás.
            - Eu sei Bill. Está tudo bem.
            Afastou-se e sorriu ligeiramente.
            - Tenho de ir para casa, telefono amanhã. Ok?
            - Claro.
            Beijaram a face um do outro, Meg pegou na mala e saiu da casa dos Kaulitz, sobre o olhar atento de Tom, que a observava da janela do seu quarto, seguir para a direcção oposta da sua casa.
           
            Megan deitou-se sobre a lápide fria e passou os dedos pelas reentrâncias das datas antigas e o nome gasto. Sorriu e deixou que as escassas memórias entrassem até aos seus sonhos. Adormeceu por fim.
 
 
 
 
 

publicado por Marii R. às 20:32

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Tommazinha a 29 de Junho de 2009 às 20:52
OMG *.*
Isto ta cada vez melhor =D
O Tom e a Megan estao cada vez mais proximos!!!
Mas continuo sem perceber o q realmente aconteceu...xD
Ja percebi q gira td a volta daquela lapide e do relacionamento dela cm o Tom. Agora encaixar td e q e mais complicado.
Mas ja vou percebendo algumas coisas. Veremos se estou certa ;)

Quero +++++++++

Bjao grande

P.S. 1ª a comentar!!!! =P


De Melancia a 29 de Junho de 2009 às 21:03
Ai, mas o que aconteceu afinal??? N sei se percebi mto bem, visto que o capitulo é uma incognita! O Tom presenciou ou foi a causa de um momento q a marcou certo, e que por sua vez teve uma consequencia relacionada com a perda de alguem!? Nao sei se tem a ver com alguma do que estou p´ra aqui a dizer...se n for, n gozes sim! é que estou muitoooo confusa! Bem, mas AMEI o capitulo lol! A cena interpretada por Tom e Meg está lindaaaa, a intensidade e cumplicidade eram visveis no modo como descreveste! Amei simplesmente a inocencia que Tom depositou nela, pareceu me sincera! Continua :D

kuss


De Melancia a 29 de Junho de 2009 às 21:04
*Nao sei se o que ele fez tem a ver com alguma coisa do que estou p´ra aqui a dizer...se n for, n gozes sim!


De Ritiik a 29 de Junho de 2009 às 21:05
Hey!
Então deixa-me ver se percebi :
O Tom e a Megan eram namorados ou coisa q lhe valha e ele traiu-a com a Ginger?
Ai mae q isto dá cabo de mim ^o)
Maais
Beijinho *


De a 29 de Junho de 2009 às 22:58
Hey ^^
Eu tambem queria tanto que voltasse um ano atrás
Que mazinha Marii, isso não se faz xD
Dá para ver que ela gosta do Tom ^^
Quem é a Ginger? =P

Posta mais ^^
Beijinhos


De mariianna a 29 de Junho de 2009 às 23:00
Uhm, ainda não foi desta ..
Mas tem haver com alguma especie de relacionamento com o Tom, ela, a lápide e a Ginger !

Gostei deste capitulo ^^ e da parte que ela abraça o Tom pensando que era o Bill.

Beijinhos,
Marianna


De SoniaKaulitz a 29 de Junho de 2009 às 23:21
OPA amei amei amei ...mas n li td amanha volto para ler o resto ok ou inda hj se der adoro, como tas a escrever uma cena mais moderna mais actual , demais ...desculpa se n venho como vinha mas pa mal dos meus pecados n tenho pc o meu avariou ha bue e inda n arranjei many po amanhar...venho qd a minha mana me empresta o dla =( mas eu adoro qd o k escreves e qd posso pimba tou ca caida =)


De Thaís a 30 de Junho de 2009 às 00:51
Tem alguma relação com ela, Tom, Ginger e a lápide(onde eles escreveram os nomes).
Aiin estou confusa! Sim isto está a deixar a fic mais interessante \o
Posta mais ! pliiis
Beijitos :*
P.S. eu já falei que eu sou do Brasil ? sim eu sou \o



De Joanne a 30 de Junho de 2009 às 02:31
Nunca tinha ficado tantos posts sem comentar, oh meu deus. Desculpa, nao tenho mesmo tido tempo :c
Esta fic cada vez m deixa mais curiosa, tu queres matar-nos de tanta curiosidade só pode x)
Ele falou na Ginger! Ela deve ter qualquer coisa a ver com a zanga. Mas ela visita muitas vezes o cemitério, é a mãe dela?
Oh eu tenho de descobriiir.
E agora é que se começa a ver que ela está mesmo perturbada com isto tudo e que sofre muito :x

Mais! Por favoor *---*
Beijinho


De Maria a 30 de Junho de 2009 às 13:23
Hallo querida! ^^

Bem isto parece mesmo um atêntico mistério...oh God e eu estou mortinha por querer saber qual é!
[será que a Ginger também está relacionada de alguma maneira com esse mistério??]
E lá foi ela outra vez ao cemitério! Quero saber o que se passa, querida!

Posta depressa, pleaseeeee! ^^

Kiss muito grande, dear!
xD


De rutef_47 a 30 de Junho de 2009 às 18:01
ola!!!!!!!!! lembras te de mim???
ah imenso tempo que nao vinha aqui!!! nunca tinha tempo :(

mas agr nas ferias vou passar a vir sempre!!! alias porque enquanto eu nao descobrir o que e que aconteceu a meg eu nao vou conseguir dormir como acontecia antes!

bem afinal so perdi uma fic... a aliados de angue... quando tiver mais tempo venho ca le la...

bem beijinhos e continua...

ps: espero que te lembres de mim... :)


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online