Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

8º Capítulo - Aliados de Sangue

Hey^^

 

Supostamente hoje não me apetecia escrever, de todo! Mas vi os comentários e pronto...

Obrigada liebes =), isto sim dá-me força para escrever.

Capítulo para as meninas que comentaram e também para os fantasmas(hoje estou numa de peace & love )

 

Quero desenhar esta imagem =( mas não deve dar com Ecoline (buaaah) A miudinha é mesmo fofa =)

42-21445510 - Girl Choosing Crayon to Color on Easel

 

Beijinhoo@

 

Marii K.

 

 

8º Capítulo
 
 
            Rose queria poder ver os seus olhos, queria que tudo fosse mais do que o tacto. Queria poder ver a sua face iluminada pelo sorriso, queria sobretudo, perceber se seria um sonho, o que estava a sentir.
            - Estás aqui? – Perguntou a medo.
            Esperou pacientemente por uma resposta, fechou os olhos, tentando adivinhar a sua presença. E finalmente ela chegou, sentiu uma respiração ofegante no seu ouvido, fê-la estremecer. As suas pernas tremiam como varas verdes. Ele não fazia a mínima ideia do efeito que provocava em Rose, estava agora também hipnotizado, pelo surpreendentemente cheiro fresco do seu cabelo.
            - Claro que estou…
            Ela engoliu em seco, deixou o sabor metálico espalhar-se pela sua boca, descer até à garganta, e foi aí que entreabriu os lábios. Repentinamente sentiu-os invadidos uma outra vez, desta vez mais docemente, sentia-se quente, mais quente do que nunca. Procurou o corpo de Tom, e conseguiu pousar os braços nos seus ombros, prolongando o beijo durante muito mais tempo.
            O mundo tinha parado, aquela maldita guerra estava num estado transitório, entre o paraíso e um inferno. Cada um num lado do abismo. Rose e Tom no centro, com as mãos juntas, unidos formando uma ponte estreita, um caminho tortuoso.
            - Deixa-me ver-te, sussurrou ela, enquanto encostava a cabeça no seu peito. Só agora se apercebia que era muito mais pequena do que ele.
            - Porquê?
            - Porque razão não o haveria de fazer?
            - Porque isto pode acabar Rose, no momento em que me vires.
            Ao ouvir a voz rouca de Tom, pronunciar “isto”, pensou no que haveria realmente entre eles. Pensou se valeria a pena arriscar o seu posto por uma atracção, se deveria pôr em risco toda a sua credibilidade, e até a pátria.
            - Não acaba. – Concluiu – Isto vale a pena?
            Tom passou os dedos levemente pelo seu longo cabelo.
            - Será só a guerra que me faz pensar em ti como uma perfeição? – Questionou ele de olhos cerrados e um sorriso preso na escuridão.
            - Perfeição?
            - Perfeição. – Anuiu ele.
            Beijou-lhe a testa como um reflexo e afastou-se. Rose procurou-o novamente na cegueira.
            - Tom?
            O pedaço de cartão foi afastado bruscamente da janela, caiu pesado sobre o chão e deixou que a face de Tom realmente se iluminasse.
            - O que é isso?! – Gritou ela, aproximando-se dele em passo apressado e sobressaltada.
            Agarrou-lhe o braço com vários cortes finos, que Tom tentava esconder contra a barriga.
            - Não… - disse ele afastando-se.
            - Tom, o que é isso?
            Puxou-lhe o braço com força e olhou atentamente cada traço marcado no antebraço, tal e qual a contagem dos presos nas prisões.
            - Tens feito isto? – Perguntou ela incrédula?
            - Não!
            - Como não?! Isto é horrível! Tens feito isto sempre? – Só aí olhou os olhos de Tom com atenção, só aí se apercebeu da dor que transpareciam.
            - Não. – Passou os dedos delicadamente por eles, continuando a olhar Tom, incitando-o a falar. – Apenas quando deixaste de vir ter comigo, desde aquele dia que tentaste impedir tudo. Não podes fazer isso Rose. Eu conheço-te, melhor do que pensas. Não me deixas entrar na tua história porquê? Porque sou do inimigo?
            - Não… - inspirou e deixou as palavras brotar. – Porque é que o fizeste?
            - Porque não aparecias, porque não te podia ver.
            - Porquê Tom? – Continuou a perguntar incrédula, ela não compreendia.
            - Porque foram 64 dias Rose! Custa, entendes?!
            A Tenente fitou o chão, puxou o braço dele para cima e beijou-lhe cada traço.
            - Agora vão ser mais, sem custar.
            - Tens um sorriso lindo Rose.
            Só aí ela se apercebeu que estava a sorrir. Encostou a cabeça ao peito de Tom e deixou-se ficar durante longos minutos, enquanto Tom lhe revolvia o cabelo macio carinhosamente.
           
 
           
             
 

 

 

 

P.S.: Música nova, dentro de uns dias mudo novamente, mas no final deve voltar ^^.

I'm: peace&love =S/xD
Song: Lost - Coldplay

publicado por Marii R. às 22:46

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De a 12 de Maio de 2009 às 23:06
Mais um capitulo *__*
Vou leer :D


De a 12 de Maio de 2009 às 23:13
Que cena perfeitaaaa *___*
Ameiiiii *___*
Posta maiiis ^_^
Beijinhos


De Tommazinha a 12 de Maio de 2009 às 23:42
Ta cada vez mais perfeitooo =D
O que eu dava para estar na pele da Rose...o Tom e td o q uma mulher deseja...
Fiquei cm pena dele por causa daquela cena dos cortes :S msm fofo ao fazer aquilo por ela e finalmente a Rose reconhece q tb o ama^^
Posta ++++ pleaseeee

Bjao grande


De Ritiik a 13 de Maio de 2009 às 00:00
Hey Ö
Gosh
Isto esta cada vez melhor pah
8DDD
O Tom é TAAAO sexy
Ela e TAAAO estranha
Epaaah posta maaaais
Eu quero maais T_T
Beijinho *


De Caroll a 13 de Maio de 2009 às 14:37
Babe babe babe babee +_____________________+

OMFG esta fic está cada vez melhorr Oo
Eu sei qe digo isto na maioria dos coments, mas coiso, é impossivel nao dizer!

ESTÁ PERFEITA CARAGO!

Eles admitiram qe gostam um do outro, o Tom viu a Rose sorrir, apenas nao achei muita a ele andar a cortar-se, nao sei com o que --'

Era com as unhas? Oo
Se calhar, passado dois meses devem estar bem grandinhas xD

Mais siim amor?

Amo-te loucamente x)


De Maria a 13 de Maio de 2009 às 18:36
Hallo querida! ^^

Meu Deus, o Tom deve gostar mesmo dela para fazer a contagem, dos dias que não a viu, no braço! Deve ter provocado, cada corte, uma dor terrível! [sei exactamente a dor e o ardor que provoca depois dos cortes...é horrível...são cicatrizes que ficam bem marcadas na pele e não desaparecem!]

Espero que ela lhe dê uma oportunidade a ele e a ela própria! Uma oportunidade de serem felizes na companhia um do outro! Eles bem merecem! Se o amor é tão grande, nada deveria impedi-lo, nem mesmo a própria pátria!

Bem, ficarei, então, à espera do próximo capítulo!
Kiss muito grande, querida!
xD


De Melancia a 13 de Maio de 2009 às 18:44
Ohhh...o capitulo é LINDO! A pureza e a inocencia sao sem duvida as caracteristicas que melhor definem ou esclarecem o sentimento evidenciado! O modo como apresentaste as reaccoes de ambos perante a conversa inocente que partilhavam demonstra a vivacidade que depositaste! Penso que o capitulo está acima de tudo romantico lol!
Amei, simplesmente conseguiste com as tuas palavras formar um sorriso na minha cara! Obrigada :D

kuss


De Joanne a 13 de Maio de 2009 às 20:36
Cada capitulo é melhor do que o anterior! Escreves coisas tao bonitas, este capitulo ficou perfeito! Finalmente admitiram o que sentem um pelo outro, bastou aquele beijo, aquela preocupaçao dele em relação aos cortes que ele tinha no braço {coitadinho :x} e a contagem que ele fez, tudo isso demostra o quanto se amam.
E a maneira com que escreves torna tudo tao real, ja disse isto quinhentas vezes mas nunca me canso de dizer xD Isto devia ir para filme ou para livro, seria um sucesso!

"O mundo tinha parado, aquela maldita guerra estava num estado transitório, entre o paraíso e um inferno. Cada um num lado do abismo. Rose e Tom no centro, com as mãos juntas, unidos formando uma ponte estreita, um caminho tortuoso."
OMG, esta passagem foi uma das que mais gostei, estas tuas frases, estas metáforas deixam-me mesmo :O
Quero mais, of course ^^
Beijinho


De ourfanfiction a 13 de Maio de 2009 às 21:27
tu sabias que escreves bem? nao desculpa..tu sabias que escreves MESMO muito bem?!
como e que e possivel..! é nao e so a escrita, mas a creatividade tambem!
Tu tens dom, MARIANA! e juro-te que estou a falar a serio!
é que agora cada capítulo é melhor, mais podre, mas querido, mais lindo, mais emocionante que o anterior!
Eu ja estou oficialmente viciada na fic, Marii!
O Tom é simplesmente tão querido para ela! E o facto de teres descito o beijo que ela deu em cada corte no braço dele, arrepiei-me! Nao no sentido que me fez impressão, mas no sentimento que pretendeste demonstrar! está realmente perfeito! I LOOOVE IT! e quero mais Marii!

LY

Anica


De ourfanfiction a 13 de Maio de 2009 às 21:51
e ah desenha desenha que eu quero ver..lol


De Melancia a 13 de Maio de 2009 às 22:25
Um passarinho disse me que ias postar mais um capitulo! Podes me confirmar?

kuss


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online