Fics

online
Love is not a feeling... It's strength.
Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

23º Capítulo - Segurança do Amor

Hallo! 8D

 

Já comentei blogs e já estudei geometria e já falei com a estrelinha outra vez ^^, só conversas interessantes e duradouras x), gosto tanto de tiii @!

 

Já que disseram para por mais desenhos aqui, meto o último que fiz na aula de desenho: a estátua da liberdade com um alho francês na mão. Eu sei que a ideia é meia esquisita, mas enfim! It's me! xD

 

Beijinho Beijinho@

 

 

P.S.: Gosto deste capítulo (:

P.S.2.: As melhoras para a Miss Bill :)

 

 

23º Capítulo
 
[Sophie]
 
        Voltei a atenção para ele e sorri timidamente.
Eu: Fugias?
Tom: Acho que sim. – Beijou-me a testa e eu encostei a cabeça no seu ombro.
Eu: Como é que vai ser agora?
Tom: Hum… Como assim? – Fixou novamente o horizonte, com uma expressão tão séria; ele sabia perfeitamente do que eu estava a falar.
Eu: Vão acabar por descobrir.
Tom: Mas não vai mudar nada. – Parecia outra pessoa, talvez de novo o meu guarda-costas. Naquele momento deixara de ser o meu namorado, não entendi o porquê.
Eu: Vai sim…
        Juntei as mãos no colo e recostei a cabeça. Ao fechar os olhos podia quase prever o futuro, e ver os meus piores pesadelos realizarem-se num ápice.
        O que se passaria comigo? Eu que sempre me considerara uma pessoa optimista, estava agora a fraquejar. Estava constantemente a pensar no futuro, e no que ele poderia trazer de mau. As coisas boas dele, estavam como que guardadas, não deixavam um único vislumbre.
        Mordi o lábio inferior e baixei a cabeça, voltando ao presente, revivendo o seu toque e o seu cheiro tão perto de mim. Esse cheiro, era agora o meu próprio perfume. Desde aquele primeiro beijo tão fugaz, que todas as noites me conduzia até à gaveta da cómoda, encontrando a minha roupa daquela tão especial ocasião.
        Quase que perfurava a roupa com o nariz, tentando não deixar escapar nenhum minúsculo odor que ela me transmitia. Era pura e simplesmente o cheiro do seu perfume que me fazia dormir, naquelas noites em que era ignorada, mal sabia eu porquê.
Eu: Tom… - chamei, de olhos cerrados.
        Não obtive resposta e procurei a sua mão, abrindo os olhos à medida que palpava o caminho até ela.
Eu: Tom. – Reformulei firmemente.
        Abriu os olhos e apertou a minha mão, incitando-me a falar.
Eu: As coisas vão mudar, e tu não podes negar isso.
Tom: Para mim não vai, serás sempre a mesma pessoa. – Disse numa voz rouca de tanto silêncio.
Eu: Tu vais-te assustar com o que vai acontecer, com os olhares que te lançarem todos os dias, com as reprimendas. – Constatei.
        Levantei-me do seu colo. Ele não se debateu e soltou-se facilmente das minhas mãos, permanecendo no mesmo sítio. Coloquei uma mexa de cabelo atrás da orelha e encaminhei-me para o baloiço, onde me sentei e baloicei vezes sem conta. Fechei os olhos e debati-me, tentando não me iludir com toda a tempestade que previa.
        Minutos passavam e eu não sentia nenhum movimento. Os meus olhos continuavam cerrados e diminuí a força do balanço, até sentir o chão firme sobre os meus pés e o vento leve que me embalava.
        Senti uma mão pousada no meu ombro e levantei-me. Abracei-o.
Tom: Eu já me acobardei em muitas coisas, sabes? – Começou, nervoso. – Mas acho que esta não vai ser uma delas…
Eu: Achas?
Tom: Não posso ter a certeza.
        Baixei a cabeça e coloquei a mão sobre o seu peito. O coração batia tão rápido como o meu, quase em uníssono.
Tom: Desculpa Sophie. Mas eu prometo-te que um dia te darei certezas. A única que tenho agora, é que te amo. E isto é tudo novo para mim, tal como para ti.
        Encostei-me ao seu tronco e assim fiquei, até que ambos nos beijámos e seguimos de novo para o carro.
        Ele talvez pense que fiquei triste, ao ouvir as suas palavras de desalento, mas eu sei, bem dentro de mim, que ele nunca me deixará ficar mal. Pois o seu coração, bate exactamente como o meu; e todos nós devemos confiar no nosso amor.
 

 

I'm: Bem
Song: Um sinal de ti - Xutos e Pontapés

publicado por Marii R. às 21:55

link do post | Comenta e o Tom levanta a camisola | favorita-me
|

abdominais:
De Mary17 a 28 de Janeiro de 2009 às 22:08

"-Tu desencaminhas-me..
- Mariana estas a estudar?
- Sim...
- Não devias, escreve mas e os capitulos ! xD"


De Mary17 a 28 de Janeiro de 2009 às 22:09
ahahaha fui a primeira... 0D


De Ritiik a 28 de Janeiro de 2009 às 22:37
Hallo!
Ai mae q a fic está cada vez mais hot uhuhuhh
esta very very nice Mariana ^^
Posta rapidinho
Beijao@


De maria inês a 28 de Janeiro de 2009 às 23:04
primeiro de tudo, amo completamente o teu desenho, tens imenso jeito.
segundo, adorei o capítulo :)


De lais_fanfics a 29 de Janeiro de 2009 às 00:36
Capitulo lindoo!!!Aiiin deu até vontad de chora

continua ok!

Küss♥


De Joanne a 29 de Janeiro de 2009 às 01:51
Mais um lindo capitulo não é.
Quero mais beijinhos *__*
E quero mais capitulozinhos :$$
Beijinhoos

ps: Desenhas mesmo bem oO


De Caroll a 29 de Janeiro de 2009 às 17:48
Oh my love =')

Eu devia estar a passar pro pc o capitulo para postar, mas coiso quando eu decido que te vou fazer um testamento coiso, faço xD

Tu nao imaginas como me senti quando ouvi a tua voz, vinda daquele telefone da idade da pedra.
Acho que, se nao fechasse a boca sempre que acabava de falar, o meu coraçao ia-me sair pela boca, a tentar ir ter contigo.
Mas eu tenho um coraçao burro, porque, como é obvio, o meu coraçao já está contigo, e tu só tens que o fazer feliz, como fazes a toda a hora.
A todos os segundos que passavam temia que perdessemos tema de conversa, porque sabia que assim iria desligar o telefone e a distancia que nos dividia iria voltar a sobressair, eu iria deixar de ter a tua voz a entrar pelos meus ouvidos e a caminhar até ao coraçao, para lá ficar a viver o resto da vida dela.
Falámos de assuntos tao banais, tao simples, mas que vindos da tua voz sao sem duvida os melhores assuntos de sempre.
Quando falo contigo, parece que me dá uma branca. Esqueço tudo o que tinha para te dizer, e apenas me lembro novamente quando a tua voz já nao me acompanha.
58 min e 36 segundos.
é muito tempo. Mas pouco.
Porque, para ouvir a tua voz, nem todo o tempo do mundo chega.
Mal desligámos a chamada, só ta queria voltar novamente, qeria voltar a sentir-te ao meu lado, e nao vazia. Sem ninguem para falar de assuntos que, apesae de para muitas pessoas nao interessarem a ninguem, para mim sao unicos.
Carnaval.
Blogs.
Leitoras.
Nuno.
Amizades.
Desilusoes.
Animais.
Tokio Hotel.
Cabelo do Bill.
Cabelo do Tom.
Oasis.
Xutos e Pontapés.
Saudades.
Nada.
Tudo.
Desde o "Ola" ao "beijinho" penso que me lembro de todas as palavras qe me dirigiste, apesar de ser um bocado dificil, sei que me lembro de tudo. Nao as sei pronunciar, mas sei-as!
Eu venero-te tanto Mariana Rebelo !!
Eu Amo-te <3

Vááá outro assunto x)

OMG´o que é aquele desenho? Está horrivelmente perfeito. Está do outro mundo, penso até que o foste comprar a um extraterreste lá num dos planetas do Buzz Lightear xD
Tu és a estatua da liberdade, eu sou o alho françes xD xD Boa divisao !!

Ouuutro assunto!

A fic está tao intusiasmante *_* Se tu te atreves, repito, ATREVES (!) a fazer o que me disseste (final nao feliz) Nao falo contigo durante 5 minutos --'
Portanto, se eu chorar no fim da fic, vai haver porrada virtual lalalalala x)

( Será que o comentário já está suuuficientemente grande? Nao acredito --' )

Amor vou fazer aqui uma coisinha, qe achei engraçado.

Olha repara:

"
If I could, then I would
I"ll go wherever you will go
Way up high or down low, I'll go wherever you will go
"

Eu se pudesse, iria para qualquer lado onde tu vais. Mas tudo parece virado contra mim para nao me permitir fazer o que eu mais quero.
Nao compreendo porque é que toda a gente se empanha em nao me deixar fazer o que eu quero.
Tu sabes porque amor?
Se sabes diz-me, porque eu preciso de uma resposta. =X

Bem eu tenho que me calar, se nao nao é hoje que posto --'

Amo-te <3


De Caroll a 29 de Janeiro de 2009 às 18:45
Amor antes que percebas tudo mal, tu apanhas-te o

" horrivelmente perfeito" nao apanhaste?

Ignora o Horrivelmente, eu é que sou parva e coiso, dá nisto xD O desenho está lindo ,maravilhoso, e sei lá... =O!!!

Amo-te <3


De Maria a 29 de Janeiro de 2009 às 19:14
Hallo querida!
Antes de mais quero dizer que o desenho está muito lindo, gostei da ideia do alho francês! ^^ Foi original!
Agora falando desta maravilhosa Fan Fiction...está cada vez mais perfeita e linda! Transmite tanto amor...um sentimento mesmo forte...o amor deles os dois mete inveja a qualquer um! FORÇA TOM E SOPHIE! ^^
Posta mais, sim querida?
Kiss muito grande!
^^


De nesa a 30 de Janeiro de 2009 às 16:53
Hallo :D

O desenho está muito giro mesmo xD. Tens muito jeito ^.^

A fic está cada vez melhor! Eles são tão queridos os dois.
Têm de ficar juntos mesmo!!

Adoro a fic! Mais... Amooo

Posta mais,sim?

Muitos kussess


De Melancia a 30 de Janeiro de 2009 às 17:30
OH MEU DEUS! MEIN GOTT! MY GOD...nao acredito...tu es daqueles seres unicos n es?..tu n so, es perfeita a escrever como a desenhar!meu deus, o desenho TA LINDOOOOOO!!!!...ta perfeito!
Quanto ao capitulo sabes q a minha opiniao em relacao as tuas fic's nunca vai mudar....adoreiiii e quero mais!bjs

ps- gostei especialmente da sinceridade do Tom para com Sophie!


Comentar post

Song.

One Republic - Secrets

Download this Mp3 @ Booster MP3

Anteriormente

Feliz Natal

Psychiatrist Me #2

Psychiatrist Me #1

Assusta-me

Arquivo

Votação

Queres a proxima fic baseada na musica:
Alien
World Behind My Wall
That Day
Phantomrider
Attention
Zoom Into Me
In Your Shadow (I Can Shine)
  
pollcode.com free polls
online